sábado, 28 de janeiro de 2012

A GRAÇA ANULA O VELHO TESTAMENTO?

Paulo declara: Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do VT, o qual foi por Cristo abolido; II Cor 3:14. Paulo queria mesmo que o VT judaico fosse abolido, incluindo leis, mandamentos e ritos. A lei é ministério de morte; II Cor 3:7. Se a lei é ministério de morte, Deus é ministro de morte? Se a lei fortalece o pecado, Deus então da força pro pecado? Jesus seria um filho rebelde, pois não guardou o sábado, não apedrejava, e etc. Jesus não praticou nenhum ritual da lei. Tem alguma errada então. Quem é o autor afinal do velho testamento? Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei; Hb 7:12. O autor da lei é Jeová segundo os judeus, mas quem ministrava na lei eram os anjos segundo Paulo. Jesus fez um novo sacerdócio, porque o antigo era imperfeito, qual o prejuízo que a lei traz? Paulo dispara contra a mitologia judaica:

1.    Trás o conhecimento do pecado; (Rm 3:20). 
2.    A ira (Rm 4:15).
3.    Nenhum aperfeiçoamento; (Hb 7:18-1). 
4.    Paixões do pecado e fruto p/ morte; (Rm 7:5-6). 
5.    Força para o pecado; (I Cor 15:56).
6.    Morte; (Rm 8:2-3). 
7.    Enfermidades e pragas; (Dt 28:61-63 / Lv 26:16). 
8.    Julgo insuportável; (At 15:5-10). 
9.    Maldição; (Gl 3:10-13.) 

Se pela lei vem todas essas maldições tem alguma coisa errada com a lei. Jeová declara: Amarás o teu próximo (Israel) como a ti mesmo; Lv 18:19. Jesus fala, Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis; Jo 13:34. Percebeu a diferença? Um manda amar como a si mesmo, ou seja, amor "imperfeito", o outro ensina amar como ele amou, um amor "perfeito". Jesus disse que só faz aquilo que vê o pai fazer, esse suposto “Pai de Jesus” falou diferente. Veja o que Jeová disse: Por isso também lhes dei estatutos que não eram bons, juízos pelos quais não haviam de viver; Ez 20:25. Quem escreveu o livro de Ezequeil criou um deus mau. Esse Senhor deu maus mandamentos, maus juízos. Não cuideis que eu vos hei de acusar para com o pai; Jo 5:45. Há um que vos acusa, Moisés (a lei), em quem vós esperais. Então se a lei acusa, logo Jeová é o acusador dos homens; Dt 31:24-26.

E aconteceu que, acabando Moisés de escrever num livro, todas as palavras desta lei, deu ordem aos levitas, que levavam a arca da aliança do Senhor, dizendo: Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca da aliança do Senhor vosso deus, para que ali esteja por testemunha contra ti. A lei não é a favor é contra; Dt 31:26 / Ne 9:34. Deus daria leis para ser contra? No velho testamento os autores deixam claro sobre a autoria da lei que não foi Moisés, mas o “Senhor”, e que Senhor é esse? Deus? 

Para que a lei do Senhor esteja em tua boca... 
Então disse o Senhor a Moisés...  
Para que “EU” o prove (tentar) se anda na minha lei ou não... 
Então disse o Senhor a Moisés: Sobe a mim ao monte, e fica lá; e dar-te-ei as tábuas de pedra e a lei, e os mandamentos que tenho escrito, para os ensinar; Ex 24:12 / 13:9 / 16:4. 

Paulo faz uma pergunta: Logo, para que é a lei? Foi ordenada por causa das transgressões, até que viesse a posteridade a quem a promessa tinha sido feita; e foi posta pelos anjos na mão de um medianeiro (Moisés) Gl 3:19. Vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes; At 7:53. Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme; Hb 2:2. Essas passagens provam que o Senhor que falava com Moisés no velho concerto, no Monte Sinai era um anjo. Moisés era profeta de vários senhores: Ora, o medianeiro não o é de um só, mas Deus é um; Gl 3:20. Percebeu? Não o é de um só, é de vários. Cada autor puxa sardinha para a sua doutrina.  

Evangelho da Graça ou da Desgraça? 
Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça; Rm 6:14. Qual o contrário de graça? Logo a lei é desgraça, leia novamente Romanos 6:14. E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei. Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído; Gl 5:3-4. Paulo desqualifica completamente a mitologia judaica.

Até quando durou a Lei? 
A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, escreveu Lucas; Lc 16:16. Para que serve a lei nos dias atuais? E na verdade, tenho também por perda todas as coisas (LEI), pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus meu Senhor; (evangelho), pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo; Fl 3:8. Paulo depois de ter "conhecido a Cristo'', considerou a lei de Jeová esterco. A lei para os judeus continua sim, mas para quem pratica a religião judaica nunca existiu.

Alguém pode citar a passagem que Jesus disse que não veio para revogar a lei e os profetas, e sim para cumpri-la como esta em Mt 5:17. Jeová disse na lei que quem não cumprisse toda a lei era considerado maldito; Dt 27:26, confirmado em Gl 3:10. Eu pergunto: Algum homem na historia da humanidade conseguiu cumprir toda a lei? A resposta é não!

Resumo:
Sabe porque ninguém entende nada e dá um nó na cabeça das pessoas que leem a bíblia? Porque cada autor escreve o que quer. Os judeus tinham sua religião mitológica e cheia de fabulas, mas Paulo e seus seguidores queriam seguir outra religião, falsa também obviamente. As contradições bíblicas nunca vão se encaixar, nunca.

JESUS VEIO NOS SALVAR DE QUEM?

Jeová disse: Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá; Ez 18:4. Esta no evangelho que Jesus comprou todos os homens com o seu sangue; I Cor 6:20 / I Pd 1:18-19. Se Jeová é mesmo Deus, comprou as almas dele mesmo? Jesus comprou, e resgatou de alguém. Se Jeová disse que as almas lhe pertencem, Jesus não poderia comprá-las, mas somente libertá-las. Compra-se aquilo que não nos pertence. Se Jeová é o Pai, Jesus comprou do Pai para o Pai? Como Jesus poderia comprar do Diabo o que pertence a Jeová? Será que ninguém nunca parou para pensar sobre isso?

Ninguém compra algo que já lhe pertence. Para sermos filhos de Deus temos que nascer de novo pelo evangelho, os nascidos da carne não são filhos de Deus; Jo 1:12-13. Logo os nascidos da carne são filhos de outro. Em Ex 4:22-23 Jeová diz que Israel é seu filho. Os teólogos dizem que antes de aceitarmos a Jesus somos "criaturas de Deus", mas isso é pura interpretação teológica e não foi o que Jeová declarou em Êxodo 4:22. Porque Jeová não disse que Israel eram suas criaturas? Isaías 6:9 diz que Jeová abre a madre para gerar filhos na carne, isto é, Jeová gera filhos para o pecado. Deus não gera filhos na carne, somente filhos espirituais. Deus só teve um filho na carne, a saber Jesus Cristo; Jo 3:16.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, (único gerado)... Carne e sangue é corrupção na visão de Paulo; I Co 15:50. Se carne é corrupção e Jeová formou a carne, Jeová é o deus da corrupção; Lv 17:13-14. Sangue é alma, as almas corruptas por natureza é uma produção angélica, e não podem pertencer nem ao Pai, e nem a Jesus Cristo. Todos nascem do pecado; Rm 5:12. Jeová então é deus que gera corrupção. O mundo e os que nele habitam pertencem a Jeová; Sl 24:1.

O autor de primeira João disse que o mundo inteiro jaz no maligno; I Jo 5:19. E segundo João o reino de Cristo não é desse mundo; Jo 18:36. Jesus veio salvar os filhos que eram de Jeová; I Tm 1:15 / I Jo 3:5-6. Se Jeová criou o Diabo, Satanás é seu filho. O que podemos compreender com a essas narrações é que Jesus sendo filho de Deus veio ao mundo comprar com seu sacrifício as almas de Jeová.

Fomos adotados por Cristo segundo Paulo, se somos adotados éramos filho de outro... Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai; Rm 8:15 / Gl 4:5 / Ef 1:5. Filhos adotados não são filhos de sangue, ou seja, a humanidade são filhos de sangue dos deuses. Em Jesus somos novamente gerados e nos tornamos filhos legítimos de Deus Pai, pois agora somos gerados de um outro "DNA".

Resumo
O leitor pôde perceber a confusão que é esse tal plano de salvação. A teologia cristã diz que Jesus, filho de Jeová veio ao mundo nos resgatar de nossos pecados. Mas não é isso que os textos dizem. Mesmo Jesus não sendo filho de Jeová, o plano de salvação é tudo mentira, invenção. Jesus não veio salvar ninguém de nada, sabe porque? Porque o velho testamento é uma fabula judaica e o novo testamento é invenção da igreja escrita por vários autores desconhecidos. Jesus era um homem comum. Um deus que precisa que alguém morra para poder "perdoar" é um deus que precisa da morte. Tudo isso é apenas uma mitologia, desculpe de decepcionar. 

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

INFERNO

Introdução: Dentro da bíblia encontramos alguns tipos de inferno. O inferno criado por Jeová; físico e mental e o outro é o fim do mundo, isso segundo os autores bíblicos. Esse assunto assusta as pessoas, e as religiões se aproveitam para manipular pelo medo. O que significa a palavra inferno? Lugar em que habitavam as almas dos mortos e também tem o significado de sofrimento. Os tradutores antigos trocaram a palavra no hebraico que é Hades ou Seol (sepultura) pela palavra inferno.

Onde fica o inferno? A localização do inferno é a Terra. O inferno não é o centro da terra, mas esta na superfície, é aqui que acontece tudo de ruim. O inferno esta no coração do homem, é um lugar de tormento, dores, depressão e etc. Quem criou o inferno foi quem criou a terra. Existe muito folclore encima desse assunto. O inferno espiritual nada mais é do que um lugar onde a lembrança, a mente de uma pessoa continua ativa, mas o que isso significa? Que a pessoa vai sentir dor vendo seu corpo ser comido de bicho, o indivíduo esta preso no tempo. É claro que essa dor não é mais física, nem foi dado um novo corpo para sofrer, mas o espírito continua ativo, pois a dor que sentimos quem produz é o cérebro, isto é, o nosso entendimento. O filósofo 'René Decartes' disse: Se penso, logo existo. Se não penso não sofro. Segundo o autor do livro de Isaías Jeová criou o inferno e as trevas, vamos à leitura do texto:

Porque, como os novos céus, e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante da minha face, diz Jeová, assim também há de estar a vossa posteridade e o vosso nome. E será que desde uma lua nova até a outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz Jeová. E sairão, e verão os cadáveres dos homens que prevaricaram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e serão um horror a toda a carne; Is 66:22-24. Jeová declarou que criaria novos céus e nova terra, e que toda a carne viria adorá-lo perante sua face, e os “escolhidos” veriam os cadáveres dos que pecaram sendo devorados por bichos eternamente. Jeová iria manter os corpos podres numa lembrança eterna; isso é o inferno! É exatamente o que esta em Marcos 9:43-44.

Temos também o inferno do fim do mundo, que é o fim de todas as coisas, esse inferno é o lago de fogo que não é mesmo inferno citado em Isaías 66. A ciência já comprovou que um dia o astro Sol vai morrer, como as estrelas morrem, o Sol também irá morrer um dia, mas isso vai demorar bilhares de anos. Inferno também significa sepultura e sofrimento físico. O que é corpo, alma e espírito? Corpo é a carne, alma é onde moram os sentimentos, desejos, amor ódio etc. Alma também é o sangue, e espírito é o entendimento. Segundo a bíblia o príncipe do inferno é o Diabo e o dono é Jeová. O império da morte é do Diabo, mas quem deu a ele essa autoridade? Hb 2:14-15. E disse o Diabo à Jesus: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero; Lc 4:6. Satanás disse: "A mim foi entregue", alguém acima dele entregou os reinos do inferno, da terra em suas mãos. Jeová criou o mau e criou o Diabo; Is 45:7. João disse que Satanás é o príncipe do inferno e não dono; Jo 14:30. Veja quem é o dono: Levanta-te, Jeová, julga a terra, porque te pertencem todas as nações; Sl 82:8. De Jeová é a Terra e a sua plenitude; o Mundo e aqueles que nele habitam; Sl 24:1. Pertencem a Jeová: A terra, os homens, os animais, os demônios tudo, pois Jeová reina na terra; I Cr 16:31. 

Jeová foi lançado do céus para o inferno, que é a terra ou abismo; Ez 28:17-16. E Jeová é que lançava as pessoas e reinos no inferno. Assim diz Jeová no dia em que ele desceu ao inferno; Ez 31:15-18. E Jeová destrói e mata seu povo com furor do inferno; Dt 32:22-25. Você pôde perceber que a palavra inferno significa tormento, fogo e morte. Jesus disse: Não temais os homens que podem matar o corpo, mas não pode matar a alma, mas teme aquele (Jeová) que pode fazer perecer tanto a alma quanto o corpo; Mt 10:28. O autor do livro de mateus está dizendo que quem lança as pessoas no inferno é o deus da lei.


O inferno durará para sempre?  Não! O conceito de morte eterna significa não existência, não existe sofrimento eterno. Ninguém, absolutamente ninguém sabe o que há depois da morte.

Por uma má interpretação dos antigos que dura até hoje acredita-se em julgamento pós morte, ressurreição na carne para um novo pagamento de pecados. Segundo os evangelhos Cristo encerrou o pecado na carne, e o pecado morre com a morte do corpo.

Resumo:
Essa analise sobre o inferno foi feita encima de textos bíblicos, isto é, conforme as informações dos autores. Lembrando que a bíblia é um livro mitológico,  foi escrita por homens, e tudo não passa de fabulas. Uma coisa é verdade: O inferno é aqui.