segunda-feira, 24 de setembro de 2012

APÓCRIFO X CANÔNICO

Dentre as inúmeras versões consideradas apócrifos pela igreja católica e protestante destaca-se o Evangelho de Marcion ou Marcião. Viveu nos primeiros anos da era do cristianismo e era filho de um arcebispo. Marcião era um professor da bíblia, muito respeitado e um homem de posses. Marcião pregava as diferenças gritantes entre o deus de Israel (YHWH) e o Pai de Jesus, isto é, pregava que Jeová era um falso deus. Foram tantos apologistas católicos, tantos religiosos que escreveram tratados contra a visão de Marcião, além do tratado de Tertuliano, que foi possível reconstruir quase todo o "evangelho" na visão de Marcião, a partir de citações e refutações. A visão de Marcion incomodou tanto a cúpula católica que tudo o que Marcião produziu, e todo o seu material foi destruído. Destaca-se entre seus opositores: Justino Mártir, Ireneu Epifanio e seu principal opositor, Tertuliano.

Entre o velho e o novo testamento são quase 100 manuscritos e citações que não entraram no cânon católico e protestante, os tais apócrifos são:

Velho Testamento 

  •   APOCALIPSE DE ADÃO;
  •   APOCALIPSE DE BARUC;
  •   APOCALIPSE DE MOISÉS;
  •   APOCALIPSE DE SIDRAC;
  •   AS TRÊS ESTELAS DE SETH;
  •   ASCENSÃO DE ISAÍAS;
  •   ASSUNÇÃO DE MOISÉS;
  •   CAVERNA DOS TESOUROS;
  •   EPÍSTOLA DE ARISTÉAS;
  •   LIVRO DOS JUBILEUS;
  •   MARTÍRIO DE ISAÍAS;
  •   ORÁCULOS SIBILINOS;
  •   PRECE DE MANASSÉS;
  •   PRIMEIRO LIVRO DE ADÃO E EVA;
  •   PRIMEIRO LIVRO DE ENOQUE;
  •   PRIMEIRO LIVRO DE ESDRAS;
  •   QUARTO LIVRO DOS MACABEUS;
  •   REVELAÇÃO DE ESDRAS;
  •   SALMO 151;
  •   SALMOS OU ODES DE SALOMÃO; 
  •   SEGUNDO LIVRO DE ADÃO E EVA;
  •   SEGUNDO LIVRO DE ENOQUE (OU LIVRO DOS SEGREDOS DE ENOQUE);
  •   SEGUNDO LIVRO DE ESDRAS (OU QUARTO LIVRO DE ESDRAS);
  •   SEGUNDO TRATADO DO GRANDE SETH;
  •   TERCEIRO LIVRO DOS MACABEUS;
  •   TESTAMENTO DE ABRAÃO;
  •   TESTAMENTO DOS DOZE PATRIARCAS II,
  •   VIDA DE ADÃO E EVA.
  •   EVANGELHO DE JASAR;

Novo Testamento 

  •   EVANGELHO DE MARCIÃO; 
  •   EVANGELHO DE MANI OU EVANGELHO DOS VIVOS; 
  •   EVANGELHO DE APELES;
  •   EVANGELHO DE BARDESANES;
  •   EVANGELHO DE BASILIDES;
  •   EVANGELHO DE CERINTO; 
  •   EVANGELHO APÓCRIFO DE JOÃO;
  •   EVANGELHO APÓCRIFO DE TIAGO; 
  •   EVANGELHO ÁRABE DE INFÂNCIA; 
  •   EVANGELHO ARMÊNIO DE INFÂNCIA (FRAGMENTOS); 
  •   EVANGELHO DA VERDADE; 
  •   EVANGELHO DE BARTOLOMEU; 
  •   EVANGELHO DE FILIPE; 
  •   EVANGELHO DE MARIA MADALENA OU (MARIA DE BETÂNIA); 
  •   EVANGELHO DE MATIAS (OU TRADIÇÕES DE MATIAS); 
  •   EVANGELHO DE NICODEMOS (OU ATOS DE PILATOS); 
  •   EVANGELHO DE PEDRO; 
  •   EVANGELHO DE TOME O DÍDIMO; 
  •   EVANGELHO DO PSEUDO-MATEUS; 
  •   EVANGELHO DO PSEUDO-TOMÉ 3;
  •   EVANGELHO DOS EBIONITAS (OU EVANGELHO DOS DOZE APÓSTOLOS); 
  •   EVANGELHO DOS EGÍPCIOS; 
  •   EVANGELHO DOS HEBREUS;
  •   EVANGELHO SECRETO DE MARCOS; 
  •   A HIPOSTASE DOS ARCONTES; 
  •   ÁGRAFOS EXTRA-EVANGELHOS; 
  •   ÁGRAFOS DE ORIGENS DIVERSAS; 
  •   APOCALIPSE DA VIRGEM; 
  •   APOCALIPSE DE JOÃO O TEÓLOGO; 
  •   APOCALIPSE DE PAULO;
  •   APOCALIPSE DE PEDRO; 
  •   APOCALIPSE DE TOMÉ;
  •   ATOS DE ANDRÉ;
  •   ATOS DE ANDRÉ E MATEUS; 
  •   ATOS DE BARNABÉ; 
  •   ATOS DE FILIPE;
  •   ATOS DE JOÃO; 
  •   ATOS DE JOÃO O TEÓLOGO; 
  •   ATOS DE PAULO; 
  •   ATOS DE PAULO E TECLA; 
  •   ATOS DE PEDRO; 
  •   ATOS DE PEDRO E ANDRÉ;
  •   ATOS DE PEDRO E PAULO; 
  •   ATOS DE PEDRO E OS DOZE APÓSTOLOS;
  •   ATOS DE TADEU; 
  •   ATOS DE TOMÉ; 
  •   CONSUMAÇÃO DE TOMÉ; 
  •   CORRESPONDÊNCIA ENTRE PAULO E SÊNECA; 
  •   DECLARAÇÃO DE JOSÉ DE ARIMATÉIA; 
  •   DESCIDA DE CRISTO AO INFERNO; 
  •   DISCURSO DE DOMINGO; 
  •   DITOS DE JESUS AO REI ABGARO; 
  •   ENSINAMENTOS DE SILVANO; 
  •   ENSINAMENTOS DO APÓSTOLO TADEU; 
  •   ENSINAMENTOS DOS APÓSTOLOS; 
  •   EPÍSTOLA AOS LAODICENSES; 
  •   EPÍSTOLA DE HERODES A PÔNCIO PILATOS; 
  •   EPÍSTOLA DE JESUS AO REI ABGARO (2 VERSÕES); 
  •   EPÍSTOLA DE PEDRO A FILIPE; 
  •   EPÍSTOLA DE PÔNCIO PILATOS A HERODES; 
  •   EPÍSTOLA DE PÔNCIO PILATOS AO IMPERADOR; 
  •   EPÍSTOLA DE TIBÉRIO A PÔNCIO PILATOS; 
  •   EPÍSTOLA DO REI ABGARO A JESUS; 
  •   EPÍSTOLA DOS APÓSTOLOS; 
  •   EUGNOSTOS, O BEM-AVENTURADO; 
  •   EXEGESE SOBRE A ALMA; 
  •   EXPOSIÇÕES VALENTINIANAS; 
  •   FRAGMENTOS EVANGÉLICOS CONSERVADOS EM PAPIROS;
  •   FRAGMENTOS EVANGÉLICOS DE TEXTOS COPTAS; 
  •   HISTÓRIA DE JOSÉ O CARPINTEIRO; 
  •   INFÂNCIA DO SALVADOR; 
  •   JULGAMENTO DE PÔNCIO PILATOS; 
  •   LIVRO DE JOÃO O TEÓLOGO SOBRE A ASSUNÇÃO DA VIRGEM MARIA; 
  •   MARTÍRIO DE ANDRÉ; 
  •   MARTÍRIO DE BARTOLOMEU; 
  •   MARTÍRIO DE MATEUS; 
  •   MORTE DE PÔNCIO PILATOS; 
  •   NATIVIDADE DE MARIA; 
  •   O PENSAMENTO DE NOREA; 
  •   O TESTEMUNHO DA VERDADE; 
  •   O TROVÃO, MENTE PERFEITA; 
  •   PASSAGEM DA BEM-AVENTURADA VIRGEM MARIA; 
  •   PISTRIS SOPHIA (FRAGMENTOS); 
  •   PRECE DE AÇÃO DE GRAÇAS; 
  •   PRECE DO APÓSTOLO PAULO; 
  •   PRIMEIRO APOCALIPSE DE TIAGO; 
  •   PROTO-EVANGELHO DE TIAGO; 
  •   RETRATO DE JESUS; 
  •   RETRATO DO SALVADOR; 
  •   REVELAÇÃO DE ESTEVÃO; 
  •   REVELAÇÃO DE PAULO; 
  •   REVELAÇÃO DE PEDRO; 
  •   SABEDORIA DE JESUS CRISTO; 
  •   SEGUNDO APOCALIPSE DE TIAGO; 
  •   SENTENÇA DE PÔNCIO PILATOS CONTRA JESUS;  
  •   SOBRE A ORIGEM DO MUNDO; 
  •   TESTEMUNHO SOBRE O OITAVO E O NONO; 
  •   TRATADO SOBRE A RESSURREIÇÃO; 
  •   VINGANÇA DO SALVADOR; 
  •   VISÃO DE PAULO. 

Escritos de Qumran (PADRES CATÓLICOS)

  •   A NOVA JERUSALÉM (5Q15); 
  •   A SEDUTORA (4Q184); 
  •   ANTOLOGIA MESSIÂNICA (4Q175);
  •   BÊNÇÃO DE JACÓ (4QPBL); 
  •   BÊNÇÃOS (1QSB); 
  •   CÂNTICOS DO SÁBIO (4Q510-4Q511); 
  •   CÂNTICOS PARA O HOLOCAUSTO DO SÁBADO (4Q400-4Q407/11Q5-11Q6); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE A LEI (4Q159/4Q513-4Q514); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE HABACUC (1QPHAB); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE ISAÍAS (4Q161-4Q164); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE MIQUÉIAS (1Q14); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE NAUM (4Q169); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE OSÉIAS (4Q166-4Q167); 
  •   COMENTÁRIOS SOBRE SALMOS (4Q171/4Q173); 
  •   CONSOLAÇÕES (4Q176); 
  •   ERAS DA CRIAÇÃO (4Q180); 
  •   ESCRITOS DO PSEUDO-DANIEL (4QPSDAN/4Q246); 
  •   EXORTAÇÃO PARA BUSCA DA SABEDORIA (4Q185);
  •   GÊNESE APÓCRIFO (1QAPGEN); 
  •   HINOS DE AÇÃO DE GRAÇAS (1QH); 
  •   HORÓSCOPOS (4Q186/4QMESSAR); 
  •   LAMENTAÇÕES (4Q179/4Q501);
  •   MALDIÇÕES DE SATANÁS E SEUS PARTIDÁRIOS (4Q286-4Q287/4Q280-4Q282); 
  •   MELQUISEDEC, O PRÍNCIPE CELESTE (11QMELQ); 
  •   O TRIUNFO DA RETIDÃO (1Q27); 
  •   ORAÇÃO LITÚRGICA (1Q34/1Q34BIS); 
  •   ORAÇÕES DIÁRIAS (4Q503); 
  •   ORAÇÕES PARA AS FESTIVIDADES (4Q507-4Q509) 
  •   OS INÍQÜOS E OS SANTOS (4Q181); 
  •   OS ÚLTIMOS DIAS (4Q174); 
  •   PALAVRAS DAS LUZES CELESTES (4Q504); 
  •   PALAVRAS DE MOISÉS (1Q22); 
  •   PERGAMINHO DE COBRE (3Q15); 
  •   PERGAMINHO DO TEMPLO (11QT); 
  •   PRECE DE NABONIDUS (4QPRNAB); 
  •   PRECEITO DA GUERRA (1QM/4QM); 
  •   PRECEITO DE DAMASCO (CD); 
  •   PRECEITO DO MESSIANISMO (1QSA);
  •   REGRA DA COMUNIDADE (1QS); 
  •   RITO DE PURIFICAÇÃO (4Q512); 
  •   SALMOS APÓCRIFOS (11QPSA); 
  •   SAMUEL APÓCRIFO (4Q160) 
  •   TESTAMENTO DE AMRAN (4QAM). OUTROS ESCRITOS: HISTÓRIA DO SÁBIO AHICAR E LIVRO DO PSEUDO-FILON. 

São tantos textos a serem analisados, levaria uma vida inteira de estudos e pesquisas, alguém se anima? Já não bastam os problemas que precisam ser corrigidos dentro do cânon oficial?

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

PROFETA PELADO

Isaías era um profeta do velho testamento, foi ungido e escolhido por Jeová, e teria vivido entre 700 anos A.C. O nome Isaías significa: Jeová salva. Isaías se casou com uma mulher que não há registro de seu nome, mas era conhecida como 'a profetiza' e teve dois filhos: Sear-jasube e Maer-Salal-Hás-Baz. Isaías exerceu seu chamado em Judá e profetizava por Jeová, as sentenças que viriam. Isaías viu Jeová assentado no trono; Is 6:1-3.

Santidade é um atributo de um Deus que nunca peca; Hb 1:13. Mas Jeová coloca em dúvida sua “santidade” e seu “olhar de pureza”, ordenando que Isaías andasse nu por 3 anos, para sinal profético para o Egito e para a Etiópia, leiamos o texto: Falou Jeová por intermédio de Isaías, filho de Amós, dizendo: Vai, solta o cilício de teus lombos, e descalça os sapatos dos teus pés.

E ele assim o fez, indo nu e descalço. Então disse Jeová: Assim como o meu servo Isaías andou 3 anos nu e descalço, por sinal e prodígio sobre o Egito e sobre a Etiópia, assim o rei da Assíria levará em cativeiro os presos do Egito, e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, nus e descalços, e com as nádegas descobertas, para vergonha do Egito. Israel confiava no Egito e na Etiópia, caso houvesse uma invasão da Assíria, como Israel não confiou em Jeová, o mesmo mandou Isaías tirar a roupa, como sinal de destruição e punição.

Isaías foi humilhado tendo que sair de casa todos os dias, completamente nu, para profetizar e servir de sinal ambulante para nações que não estavam entendendo nada, sem contar as crianças que contemplavam aquela cena vergonhosa. Essa era a mensagem que Jeová queria passar expondo a vergonha pública, um de seus melhores profetas.

Jeová não levou em consideração que Isaías pudesse sentir vergonha? Jeová não poderia dar um sinal de outra maneira? A maneira que Jeová escolheu para falar contra o Egito e com a Etiópia foi inútil, pois ninguém se converteu, e não teve serventia, pois os etíopes nem sabiam o que se passava. Tudo só valeu para promover uma indecência pública.

Casamento do profeta com uma Prostituta
Jeová era um deus, que zelava pela moral de seu povo, e não admitia imoralidade no arraial de Israel. Jeová declarou na lei que se alguma mulher fosse repudiada, jogada fora pelo seu marido (pratica que ele autorizou) e se a mesma se casasse com outro, contaminada e imunda estava; Dt 24:1-4. Jeová considerava seus levitas e sacerdotes santos e proibiu terminantemente que se casassem com viúvas, repudiadas (desprezadas pelo marido), prostitutas, pois segundo o deus Jeová os filhos dessas relações profanavam a santidade do seu sacerdócio; Lv 21:12-15.

Jeová era zeloso pela moral sacerdotal, se a filha de um sacerdote se prostituísse, a ordem era para ser queimada viva, sem misericórdia; Lv 21:9. Judá e Israel haviam se prostituído e Jeová profetizou pelo profeta Oseias, que disse: Vai, toma uma mulher de prostituições, e filhos de prostituição; porque a terra certamente se prostitui, desviando-se de Jeová. Foi, pois, e tomou a Gômer, filha de Diblaim, e ela concebeu, e lhe deu um filho; Os 1:2-3.

Jeová ordenou a Oseias para ter filhos com uma prostituta, essa foi uma união ilícita que o próprio Jeová proibiu na lei. Jeová fala uma coisa, mas faz outra, não zela pela sua palavra. Jeová proibi os levitas de se casarem com prostitutas, mas seus profetas ele autoriza?

Oseias teve 3 filhos com essa meretriz, por qual razão plausível Jeová mandou conceber 3 crianças para serem amaldiçoadas desde o ventre? Os filhos de Judá, e os filhos de Israel se prostituem, e Jeová manda um profeta ungido, gerar 3 filhos com uma mulher imunda, para punir o pecado de outros?

Jeová disse na lei por intermédio de Moisés: Não tomarão mulher prostituta ou desonrada, nem tomarão mulher repudiada de seu marido; pois santo é a seu deus; Lv 21:7-8. Jeová realmente proibiu na lei o casamento com prostitutas, isso valia para Israel, levitas, profetas, sacerdotes em geral. 

No caso de Sansão a mesma coisa, Jeová o pré-destinou desde o ventre. Jeová na lei proibiu o casamento misto, com mulheres de outros povos; Dt 7:1-4. Sansão se apaixonou pela filha de um filisteu, seus pais tentaram impedir, pois sabiam da lei, mas o agravante que compromete Jeová como único deus santo de olhos inocentes, é que seus pais não sabiam que isto vinha da parte Jeová; Jz 14:4. Isto o que? A concupiscência dos olhos de Sansão, ele se apaixonou por uma filha de filisteu, e foi Jeová quem a mostrou, e colocou-a diante dos olhos de seu escolhido. Jeová considerava os filisteus imundos, mas permitiu a união.

Sansão não deu certo com essa moça, então se deitou com uma prostituta, mas ainda não era a Dalila; Jz 16:1. Sempre impelido pelo espírito de Jeová. Na seqüência apaixonou-se por Dalila que conseguiu descobrir o segredo de sua força. O x da questão é: Jeová não repreendeu Sansão por ter se deitado com prostitutas, mas Sansão foi derrotado, porque revelou seu segredo a uma mulher imunda.

Esaú fez a mesma coisa, se casou com uma filha de Heteu, considerada imunda na lei, e foi reprovado por Jeová, mas Sansão não; Gn 26:34. Sansão vivia no desfrute com prostitutas e Jeová ainda o considerava santo. Com Salomão foi o mesmo problema, que se casou com hetéias, moabitas, edonitas, sidônias e com a filha de Faraó e não foi rejeitado por Jeová por isso; I Rs 11:1-2.

Resumo
Que livro podre é a bíblia. Lotado de contradições entre os personagens, os autores bíblicos tinham problemas mentais.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

SANSÃO E O DESEJO NO OLHOS

Segundo os autores dessa incrível fabula, o poder, desejos já foram premeditados do ventre.

Sansão foi pré-destinado desde o ventre, foi formado por Jeová para ser Nazireu que significa consagrado ou separado. Davi disse: Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito no ventre da minha mãe; Sl 139:14.

Num sonho a mãe de Sansão teve um aviso: Eis que agora és estéril, e nunca tens concebido; porém conceberás, e terás um filho; Jz 13:3. Em I Samuel 1:5 e 6 diz que é Jeová quem cerra a madre de quem ele quer, logo a mãe de Sansão era estéril por que o próprio Jeová havia lhe fechado a madre; Jó 31:15 confirma isso e muitas outras passagens. E disse mais o anjo Jeová: Porque eis que tu conceberás e terás um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será Nazireu de deus desde o ventre; e ele começará a livrar a Israel das mãos dos filisteus.

Então a mulher procurou o marido (Manoá) e disse: Um homem (se era um homem, era um anjo encarnado) de deus falou comigo. E isso me deixou apavorada, pois terrível era a visão. Eu não perguntei de onde ele vinha, e ele não me disse como se chamava.

O anjo Jeová disse: Eis que tu conceberás e terás um filho; agora pois, não bebas vinho, nem bebida forte, e não comas coisa imunda; porque o menino será Nazireu de deus, desde o ventre até ao dia da sua morte. Até o dia da sua morte, Sansão era considerado santo por Jeová. No capítulo 18 Manoá, o pai de Sansão, perguntou o nome do anjo, mas o anjo covardemente disse: Porque perguntas meu nome, visto que é mistério? E lá vai um animal ser morto a Jeová para holocausto, pois onde Jeová realiza alguma coisa alguém tem que morrer, nem que seja um pobre animal. E disse Manoá à sua mulher: Certamente morreremos, porquanto temos visto a deus. Observe: visto a deus. Vamos relembrar o que Jeová disse na lei a Moisés?

E disse mais Jeová: Não poderás (Moisés) ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá; Ex 33:20. Jeová só mata quem acha que deve morrer, isso são dois pesos e duas medidas, pois não matou Manoá, nem sua mulher que os viram. Depois teve esta mulher um filho, a quem pôs o nome de Sansão; e o menino cresceu, e Jeová o abençoou. E o espírito de Jeová começou a incitá-lo de quando em quando para o campo de Maané-dã, entre Zorá e Estaol. Há pontos aqui que devem ser observados: Se Jeová formou e escolheu Sansão desde o ventre, formou a carne, determinou genética, personalidade etc.

No verso 25 vemos que o próprio Jeová dirigia cada passo de Sansão, preste atenção agora, pois esta é umas maiores revelações da historia de Sansão: E desceu Sansão a Timnate; e, vendo em Timnate uma mulher das filhas dos filisteus, subiu, e declarou-o a seu pai e a sua mãe, e disse: Vi uma mulher em Timnate, das filhas dos filisteus; agora, pois, tomai-ma por mulher. Porém seu pai e sua mãe lhe disseram: não há, porventura, mulher entre as filhas de teus irmãos, nem entre todo o meu povo, para que tu vás tomar mulher dos filisteus, daqueles incircuncisos? 

E disse Sansão a seu pai: Toma-me esta, porque ela agrada aos meus olhos. Mas seu pai e sua mãe não sabiam que isto vinha de Jeová; pois buscava ocasião contra os filisteus; porquanto naquele tempo os filisteus dominavam sobre Israel; Jz 14:1-4. Isto o que? O que vinha da parte do Senhor? Se o espírito de Jeová era com Sansão para guiá-lo, então quem mostrou aquela mulher a Sansão foi Jeová, pois Sansão viu, se viu, alguém mostrou, se Jeová quisesse poupar Sansão poderia ter desviado seu olhar daquela mulher, pelo contrário, mostrou a mulher e imediatamente Sansão se apaixonou. Isso mostra claramente que Jeová colocou concupiscência no olhar.

Vamos relembrar o que Jeová declarou na lei sobre cobiça: Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo; Ex 20:17. Jeová também declarou que era proibido se casar com mulher estrangeira; Ed 10 / Ne 13. Jeová levantou Sansão para derrotar os filisteus que dominavam sobre Israel nessa época, mas Jeová passou por cima de um mandamento seu, somente para pelejar contra os filisteus. 

A pergunta é: De onde vinha a concupiscência que havia nos olhos de Sansão, sendo este gerado pelo próprio Jeová no ventre de sua mãe? A resposta esta no verso 4: Mas seu pai e sua mãe não sabiam que isto vinha de Jeová. Isto o que? Cobiça, concupiscência nos olhos, Sansão veio ao mundo predestinado para: Nascer, pecar e morrer. A cabeleira de Sansão era o sinal da força que não deveria ser cortado, mas a força para matar leões, ursas e os inimigos vinha do deus Jeová. No verso 19 Sansão ficou possesso pelo espírito de Jeová que matou 30 homens. 

A unção de Sansão era para matanças. Sansão tinha uma mulher, mas o pai dela a deu a outro e Sansão irado colocou fogo no seara dos filisteus de vingança. Incrível, um homem, escolhido, ungido era vingativo e iracundo, se o espírito de Jeová era com sansão a vingança e a cólera vinha da parte de Jeová. Mas os filisteus foram se vingar de Sansão e o prenderam, Jeová tomou Sansão de uma força sobrenatural tamanha, que as cordas se romperam, Sansão achou um queixo de jumento e matou pela força de javé 1.000 homens; morte em massa. Sansão teve sede, e saiu do queixo do jumento água pra beber. Quando Jeová quer fazer o bem ela faz; e quando não quer? Depois de 20 anos Sansão foi a Gaza viu (se afeiçoou) a uma prostituta cujo nome é Dalila, e se deitou com ela.

A concupiscência do olhar de Sansão vinha de Jeová, se ele viu alguém mostrou. Os gazitas tomaram notícia da chegada de Sansão e ficaram a espreita. Os príncipes dos filisteus ofereceram 1,100 moedas de prata cada um, para que Dalila descobrisse o segredo da força de Sansão e Dalila como uma boa prostituta amante do dinheiro, logo persuadiu Sansão a declarar o segredo de sua força. 

Por três vezes Sansão mentiu, mas na quarta vez declarou o segredo de sua força: E sucedeu que, importunando-o ela todos os dias com as suas palavras, e molestando-o, a sua alma se angustiou até a morte; Jz 16:16. Quando uma mulher deseja destruir um homem, ela tem um poder indiscutível. Detalhe: Quem cortou o cabelo de Sansão não foi Dalila, mas um homem v. 19. 

Então Dalila o fez dormir sobre os seus joelhos, e mandou chamar um homem para lhe rapar as sete tranças de sua cabeça. Depois começou a afligi-lo, e a sua força se lhe foi e Jeová o deixou. Algo terrível aconteceu com Sansão: Então os filisteus pegaram nele, e arrancaram-lhe os olhos, e fizeram-no descer a Gaza, e amarraram-no com duas cadeias de bronze, e girava ele um moinho no cárcere. E o cabelo da sua cabeça começou a crescer, como quando foi rapado. O problema de Sansão estava nos olhos, a cobiça enxertada por Jeová nos olhos de Sansão o levou a ruína, e não foi atoa que seus olhos foram arrancados.

Os filisteus fizeram uma grande festa a Dagom se alegrando por Sansão ter sido capturado e tripudiavam na desgraça de Sansão. Pediu Sansão ao moço que o segurava que o guiasse até a coluna da casa, Sansão clamou a Jeová que desse a ele a última chance de se vingar dos filisteus por terem arrancado seus olhos, e Jeová atendeu, e todos morreram, cerca de 3 mil pessoas.

Resumo
Essa é uma fabula judaica de um homem que nunca existiu, não do jeito que é contato na bíblia pelo autores. Um personagem com forças inexistentes e pessoas falando com anjos. Um deus contraditório que coloca desejos por prostitutas, mas em suas leis morais condena a prática. É uma história ridícula.