sexta-feira, 14 de setembro de 2012

PROFETA PELADO

Isaías era um profeta do velho testamento, foi ungido e escolhido por Jeová, e teria vivido entre 700 anos A.C. O nome Isaías significa: Jeová salva. Isaías se casou com uma mulher que não há registro de seu nome, mas era conhecida como 'a profetiza' e teve dois filhos: Sear-jasube e Maer-Salal-Hás-Baz. Isaías exerceu seu chamado em Judá e profetizava por Jeová, as sentenças que viriam. Isaías viu Jeová assentado no trono; Is 6:1-3.

Santidade é um atributo de um Deus que nunca peca; Hb 1:13. Mas Jeová coloca em dúvida sua “santidade” e seu “olhar de pureza”, ordenando que Isaías andasse nu por 3 anos, para sinal profético para o Egito e para a Etiópia, leiamos o texto: Falou Jeová por intermédio de Isaías, filho de Amós, dizendo: Vai, solta o cilício de teus lombos, e descalça os sapatos dos teus pés.

E ele assim o fez, indo nu e descalço. Então disse Jeová: Assim como o meu servo Isaías andou 3 anos nu e descalço, por sinal e prodígio sobre o Egito e sobre a Etiópia, assim o rei da Assíria levará em cativeiro os presos do Egito, e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, nus e descalços, e com as nádegas descobertas, para vergonha do Egito. Israel confiava no Egito e na Etiópia, caso houvesse uma invasão da Assíria, como Israel não confiou em Jeová, o mesmo mandou Isaías tirar a roupa, como sinal de destruição e punição.

Isaías foi humilhado tendo que sair de casa todos os dias, completamente nu, para profetizar e servir de sinal ambulante para nações que não estavam entendendo nada, sem contar as crianças que contemplavam aquela cena vergonhosa. Essa era a mensagem que Jeová queria passar expondo a vergonha pública, um de seus melhores profetas.

Jeová não levou em consideração que Isaías pudesse sentir vergonha? Jeová não poderia dar um sinal de outra maneira? A maneira que Jeová escolheu para falar contra o Egito e com a Etiópia foi inútil, pois ninguém se converteu, e não teve serventia, pois os etíopes nem sabiam o que se passava. Tudo só valeu para promover uma indecência pública.

Casamento do profeta com uma Prostituta
Jeová era um deus, que zelava pela moral de seu povo, e não admitia imoralidade no arraial de Israel. Jeová declarou na lei que se alguma mulher fosse repudiada, jogada fora pelo seu marido (pratica que ele autorizou) e se a mesma se casasse com outro, contaminada e imunda estava; Dt 24:1-4. Jeová considerava seus levitas e sacerdotes santos e proibiu terminantemente que se casassem com viúvas, repudiadas (desprezadas pelo marido), prostitutas, pois segundo o deus Jeová os filhos dessas relações profanavam a santidade do seu sacerdócio; Lv 21:12-15.

Jeová era zeloso pela moral sacerdotal, se a filha de um sacerdote se prostituísse, a ordem era para ser queimada viva, sem misericórdia; Lv 21:9. Judá e Israel haviam se prostituído e Jeová profetizou pelo profeta Oseias, que disse: Vai, toma uma mulher de prostituições, e filhos de prostituição; porque a terra certamente se prostitui, desviando-se de Jeová. Foi, pois, e tomou a Gômer, filha de Diblaim, e ela concebeu, e lhe deu um filho; Os 1:2-3.

Jeová ordenou a Oseias para ter filhos com uma prostituta, essa foi uma união ilícita que o próprio Jeová proibiu na lei. Jeová fala uma coisa, mas faz outra, não zela pela sua palavra. Jeová proibi os levitas de se casarem com prostitutas, mas seus profetas ele autoriza?

Oseias teve 3 filhos com essa meretriz, por qual razão plausível Jeová mandou conceber 3 crianças para serem amaldiçoadas desde o ventre? Os filhos de Judá, e os filhos de Israel se prostituem, e Jeová manda um profeta ungido, gerar 3 filhos com uma mulher imunda, para punir o pecado de outros?

Jeová disse na lei por intermédio de Moisés: Não tomarão mulher prostituta ou desonrada, nem tomarão mulher repudiada de seu marido; pois santo é a seu deus; Lv 21:7-8. Jeová realmente proibiu na lei o casamento com prostitutas, isso valia para Israel, levitas, profetas, sacerdotes em geral. 

No caso de Sansão a mesma coisa, Jeová o pré-destinou desde o ventre. Jeová na lei proibiu o casamento misto, com mulheres de outros povos; Dt 7:1-4. Sansão se apaixonou pela filha de um filisteu, seus pais tentaram impedir, pois sabiam da lei, mas o agravante que compromete Jeová como único deus santo de olhos inocentes, é que seus pais não sabiam que isto vinha da parte Jeová; Jz 14:4. Isto o que? A concupiscência dos olhos de Sansão, ele se apaixonou por uma filha de filisteu, e foi Jeová quem a mostrou, e colocou-a diante dos olhos de seu escolhido. Jeová considerava os filisteus imundos, mas permitiu a união.

Sansão não deu certo com essa moça, então se deitou com uma prostituta, mas ainda não era a Dalila; Jz 16:1. Sempre impelido pelo espírito de Jeová. Na seqüência apaixonou-se por Dalila que conseguiu descobrir o segredo de sua força. O x da questão é: Jeová não repreendeu Sansão por ter se deitado com prostitutas, mas Sansão foi derrotado, porque revelou seu segredo a uma mulher imunda.

Esaú fez a mesma coisa, se casou com uma filha de Heteu, considerada imunda na lei, e foi reprovado por Jeová, mas Sansão não; Gn 26:34. Sansão vivia no desfrute com prostitutas e Jeová ainda o considerava santo. Com Salomão foi o mesmo problema, que se casou com hetéias, moabitas, edonitas, sidônias e com a filha de Faraó e não foi rejeitado por Jeová por isso; I Rs 11:1-2.

Resumo
Que livro podre é a bíblia. Lotado de contradições entre os personagens, os autores bíblicos tinham problemas mentais.

39 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=WA9OqNTzUSI

    o que acha?

    ResponderExcluir
  2. manda a passagem em que Jeova manda o profeta ficar nu...vamos ler o contexo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No ano em que Tartã, enviado por Sargom, rei da Assíria, veio a Asdode, e guerreou contra ela, e a tomou,
      Nesse mesmo tempo falou o SENHOR por intermédio de Isaías, filho de Amós, dizendo: Vai, solta o cilício de teus lombos, e descalça os sapatos dos teus pés. E ele assim o fez, indo nu e descalço.
      Então disse o SENHOR: Assim como o meu servo Isaías andou três anos nu e descalço, por sinal e prodígio sobre o Egito e sobre a Etiópia,
      Assim o rei da Assíria levará em cativeiro os presos do Egito, e os exilados da Etiópia, tanto moços como velhos, nus e descalços, e com as nádegas descobertas, para vergonha do Egito.
      E assombrar-se-ão, e envergonhar-se-ão, por causa dos etíopes, sua esperança, como também dos egípcios, sua glória.
      Então os moradores desta ilha dirão naquele dia: Vede que tal é a nossa esperança, à qual fugimos por socorro, para nos livrarmos da face do rei da Assíria! Como pois escaparemos nós?
      Isaías 20:1-6

      Excluir
  3. Isaias está fazendo um previsão do Futuro, nada a ver gente leiam o contexto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aonde está dizendo que Isaías está fazendo uma previsão do futuro.

      Excluir
    2. meu filho profeta faz previsao do futuro essa é a etmologia da palavra, vc nao sabe a diferença de profeta legislador sacerdote ministro bispo diacono presbitero pastor evangelista? vai estudar rapaz

      Excluir
  4. esse mesmo capitulo que se fala que Isaias viu Jeová, é o capitulo que Jesus citou no Novo Testamento:Então disse ele: Vai, e dize a este povo: Ouvis, de fato, e não entendeis, e vedes, em verdade, mas não percebeis.

    Engorda o coração deste povo, e faze-lhe pesados os ouvidos, e fecha-lhe os olhos; para que ele não veja com os seus olhos, e não ouça com os seus ouvidos, nem entenda com o seu coração, nem se converta e seja sarado.
    Isaías 6:9-10
    A CONTRADICAO TA BRABA NESSE BLOGUINHO HEIM SÓ ERESIA

    ResponderExcluir
  5. Irmão Calebe, acho que ficou faltando citar o versículo Isaías 20:3.

    Também queria compartilhar uma analogia da trindade satanica do nome Jabulon ( Javé,Ball e Osiris) no filme SURPEMAN 2 , onde três vilões extraterrestre escapam da prisão e veem para terra com super poderes. O lider chamado Zoda quando na terra cai num lago e anda sobre as águas (uma imitação de Cristo andando sobre as águas) . E as suas vestimentas eram toda preta , ou escuras como as trevas ....Agora vejo que a industria de filmes já conhece já há muito tempo quem governa este mundo...abraços e muito obrigado por mais um ótimo estudo.

    ResponderExcluir
  6. Amigão acho que vc esta com dificuldade na leitura, está tudo descontextualizado, só bobagem, veja aqui para te ajudar, ouça que é melhor arruma uma caixinha de som
    http://www.iguga.org/bible/audio?audioBibleID=1&mediaServerID=2&bookID=23&chapter=
    ouça na sequencia e nao pare. O que Isaias Fala é o Que Jesus Falu observe, isso é profecia não é ordenança, profeta não ordena nada, profeta faz denuncias, entenda a alegoria e acabe com esse blog Herege.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema do AT é a tradução mau feita da Biblia que tem uma porrada de erros e nem sempre as palavras aõ o que parecem ser, mas se ouvir tudo de uma vez, vai intender o contexto e não o texto, profeta não é legislador, não da ordens, faz apennas denuncias e profetiza o futuro e o fim dos tempos, quando ele fala eu faço o mau, o sentido é eu permito o mau, desde que ele criou todas as coisas, ele permitiu o mau vir a existir pelo livre arbirtio e a lei de causa e efeito, se tu nasce de um casal pobre logo tu é pobre e ele nada tem a ver com isso, a forma dos profetas se expressarem e a forma dos catolicos traduzirem ficou ruim para o entendimento de pessoas a 5 mil anos adiante no futuro q somos nós, certas palavras tem sentidos diferentes na epoca. Jesus e Paulo Citaram Isaias no mesmo capitulo q tu ataca, assim sendo se for acreditar em vc, o novo testamento tambem tem serios problemas ao citar o demonio, concluo que novo test. e antigo se contradizem, Jesus não existe e tudo é uma fábula!

      Excluir
    2. O dicionário Bíblico Wycliffe traz a seguinte matéria sobre as vestimentas dos judeus, (como o assunto é bastante extenso, me aterei apenas a questão das vestes internas e externas).

      A peça de vestuário interna. A túnica ou blusa (heb. k'tonet', gr. chiton) era uma peça principal e comum usada sobre a pele por homens e mulheres; era longa e um tanto justa (e não deve ser traduzida como "casaco"). O material usado era couro, tecido de crina, lã, linho ou, nos tempos modernos, geralmente algodão. Esta peça do vestuário era provavelmente feita em duas partes laterais, que eram costuradas juntas. O tipo mais simples era sem mangas, chegando apenas até os joelhos. Uma faixa ou cinta usada ao redor da cintura permitia que a pessoa colocasse a parte mais baixa da túnica embaixo da mesma para poder movimentar-se livremente (Jr 1.17; 1ª Pe 1.13). Um outro tipo usado pelas pessoas mais favorecidas chegava aos punhos e tornozelos. Este era provavelmente o tipo usado por José (Gn 37.3,23), Tamar (2 Sm 13.18), e pelos sacerdotes (Ex 28.4,39). A peça de vestuário que Jacó deu a José (Gn 37.3), embora referida como "túnica de várias cores", pode bem ter sido uma peça com mangas. Esta pode ter sido também uma marca da aristocracia, já que as classes operárias geralmente usavam túnicas sem mangas. A peça de roupa interna era usada tanto por mulheres como por homens (Ct 5.3), embora não houvesse dúvida na diferença de estilo e de padrão. A túnica (chiton, traduzida como "casaco" na versão KJV em inglês) é a peça de vestuário mencionada em Lucas 3.11; 6.29; 9.3 (também em passagens paralelas), e em Atos 9.39. As classes inferiores frequentemente usavam apenas a túnica na época do calor. Os membros das classes mais elevadas usavam uma peça de roupa externa quando recebiam visitantes ou quando saíam, embora pudessem usar apenas a túnica enquanto estivessem em casa. Um tipo particular de peça de vestuário interna era o sadin, um pedaço de linho branco de boa qualidade para ser enrolado ao redor do corpo (Jz 14.12,13; Pv 31.24; Is 3.23). O Termo "nu" era frequentemente usado como uma referência aos homens que estivessem vestidos somente com a túnica. Isto foi dito sobre Saul (l Sm 19.24) quando tirou suas peças de roupa exteriores; de Isaías (Is 20.2), depois de ter tirado sua capa; de um guerreiro (Am 2.16) quando tirou sua capa militar; e de Pedro (Jo 21.7) quando estava sem sua capa de pescador.

      Excluir
  7. O Dicionário de Teologia do Antigo Testamento traz a seguinte explicação para a expressão nu:

    'ãrôm. Nu. Esta palavra deriva de 'úr II, "estar à vista das pessoas", e nesse caso seria uma forma secundária de 'êrõm, "nu", ou então da raiz 'ãrâ, "estar nu" (q.v.), da qual provavelmente é uma variante. Conquanto muitas vezes a palavra indique nudez (Gn 2.25; l Sm 19.24; Is 20.2; Mq 1.8), também indica a condição de estar exposto, isto é, estar à vista das pessoas, o que aponta para uma falta de encobrimento e disfarce (Jó 26.6) e de recursos (Am 2.16).

    Frequentemente a nudez indicada por essa palavra tem um significado simbólico. A ausência de constrangimento por parte de Adão e Eva em face de sua nudez sugere inocência (Gn 2.25). Isaías andou (um verbo frequentemente empregado com 'ãrôm) nu (provavelmente não uma nudez completa, mas simplesmente o estar sem as roupas exteriores; veja-se KD acerca de Is 20) como um presságio de prisioneiros egípcios sendo levados cativos pelos vitoriosos assírios (Is 20.2, 3, 4). Da mesma forma, segundo o relato de l Samuel 19.24, Saul provavelmente não esteve nu, mas, pelo poder do Espírito de Deus, tirou os mantos reais e especialmente a espada, de modo que Davi pôde ir embora em segurança. A nudez dos pobres é uma indicação de opressão (Jó 24.7, 10; Is 58.7). Sua capa fora tomada como depósito em garantia (Jó 24.9) e não fora devolvida à noite (Êx 22.25, 26, 27 [26, 27, 28]). É possível que Oséias 2.3 esteja aludindo a um costume mencionado nas tábuas de Nuzi, segundo o qual as crianças eram chamadas a arrancar a roupa da mãe quando ela era mandada embora por causa de adultério. De igual forma o Senhor procederia com sua esposa adúltera, Israel.
    Este vocábulo também indica a falta de recursos. Jó, após ser afligido por Satanás e agora reduzido a nada, comenta que assim saiu do ventre de sua mãe e assim voltaria ao ventre da terra (Jó 1.21 = Ec 5.15 [14]). Amos 2.6 descreve um homem que, quando depara com a visitação divina, se vê despojado de sua coragem.

    Um uso interessantíssimo da palavra é a afirmação de que o Sheol está nu diante de Deus, ou seja, está ao alcance da jurisdição e do interesse divinos (Jó 26.6; cf. SI 139.7, S; Pv 15.11; Am 9.2). O conhecimento e o cuidado divinos alcançam até mesmo o mundo dos mortos.

    ResponderExcluir
  8. A Bíblia de Estudo Pentecostal traz em sua nota de Estudo em Isaías 20.2:

    Isaías… Sinal e prodígio. Isaías devia aparecer em público, sem as suas vestes externas durante três anos, como uma parábola viva ou sinal daquilo que ia acontecer ao Egito e a Cuxe, quando a Assíria os levasse em cativeiro. A mensagem tinha o propósito de advertir Judá para não confiar em aliança com o Egito, e exortá-lo a depender do seu Deus.

    O Antigo Testamento Interpretado Versículo por Versículo de R.N Champlin, comenta semelhantemente o texto em Isaías 20.2:

    Isaías deveria desnudar-se, mas provavelmente não de maneira completa. É difícil imaginar o profeta andando em público, durante três anos, completamente despido! Antes, durante esse período, ele não usou a túnica externa de pano de saco (que também" foi a veste usada por Elias; ver II Reis 1.8). E o profeta também andava descalço. Essa era uma lição objetiva sobre como os assírios tratariam os egípcios e os cuxitas. Eles seriam despidos e exibidos como insensatos perante todo o mundo. O próprio Yahweh deu e confirmou o sinal, que também foi descrito como "maravilha" e "portento" (Revised Standard Version) contra o Egito e a Etiópia. Cada vez que alguém visse o profeta caminhar sem sandálias e meio despido, suas profecias seriam relembradas: era inútil uma aliança contra a Assíria, e certamente Judá deveria evitá-la.

    A nudez se confinava ao desuso da túnica externa, em que a pessoa aparecia na túnica curta, usada perto da pele (ver l Sam. 19.24; II Sam. 6.14-20; João 21.7). Instâncias semelhantes de simbolismos proféticos foram os chifres usados por Jeremias (Jer. 27.2), o ficar deitado de lado por parte de Ezequiel (Ez. 4.4), e o cinto com o qual Ágabo se amarrou (Atos 21.11)".

    Nossa conclusão, valendo-nos dos auxílios extra-bíblicos citados acima oportunamente, e fazendo a devida consideração do texto de Isaías 20.2, dentro do perfil moral e ético da Bíblia para os padrões de comportamento e santidade que o próprio Deus tencionou que o homem observasse, Bíblia esta que traz os ditames morais de Deus para a humanidade, imitados inclusive pela legislação de várias nações, torna-se inviável o considerar o fato de que Deus tenha realmente mandado que Isaías ficasse completamente nu. Além disso, ao examinar o texto de Isaías 20.2, dentro de seu contexto e ao colocá-lo em conformidade com o restante da Bíblia, temos conhecimento de que a palavra nudez ali empregada, não faz alusão à ausência de qualquer roupa por parte de Isaías e nem mesmo nos casos semelhantes mencionados no comentário, com exceção de Gênesis em si tratando do estado de inocência de Adão e Eva, porque a Bíblia se explica pela Bíblia, mas a Bíblia a si mesma não se contradiz. Por isso, é provável que o profeta foi ordenado a andar sem a sua túnica externa que o identificava como um profeta entre o povo.

    Vale lembrar também que aparentes contradições podem surgir de leituras ou interpretações apressadas em relação aos textos bíblicos, como o que ocorre entre os textos:

    Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.( Romanos 12:19). Aqui a Bíblia manda dar lugar à ira.

    Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não produz a justiça de Deus.(Tiago 1:18-20). Mas aqui ela já fala que a ira do homem não opera a justiça de Deus?


    Entretanto, uma leitura mais cuidadosa de ambos os textos os deixará em plena conformidade um com o outro e com o restante do conteúdo Bíblico.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando, pela primeira vez, falou o SENHOR por intermédio de Oséias, então, o SENHOR lhe disse: Vai, toma uma mulher de prostituições e terás filhos de prostituição, porque a terra se prostituiu, desviando-se do SENHOR – OSÉIAS 1:2

      Alguns eruditos tentaram contornar essa dificuldade, declarando que se trata de uma alegoria. Entretanto, já que Deus obviamente pretendia fazer disso uma ilustração dramática para Israel de sua infidelidade para com Ele (cf. 1:2), nada há no texto que nos possa dar a entender que essa situação não seja literal. Se assim não fosse, ela não teria efeito algum como ilustração da infidelidade do povo de Israel.

      Considerando-a literalmente, não há contradição com nenhuma outra passagem das Escrituras, por várias razões. Em primeiro lugar, quando Deus ordenou que Oséias tomasse Gômer, filha de Diblaim, como sua esposa, pode até ser que ela ainda não tivesse se prostituído. Entretanto, Deus sabia o que se achava no coração dela, e sabia que ela acabaria sendo infiel a Oséias. Isso é semelhante a quando o anjo do Senhor chamou Gideão de “homem valente” antes de ele ter lutado quer uma batalha (Jz 6:11-12). Deus sabia que Gideão iria tornar-se um grande líder em Israel, mesmo não sendo ele ninguém, ainda. Deus ordenou que Oséias tomasse como mulher alguém que ele sabia que se tornaria uma prostituta porque queria ilustrar o adultério espiritual que Israel cometera contra o Senhor.

      Quando Deus tirou Israel do Egito, eles constituíam uma nação novinha em folha. Ela ainda não quebrara a aliança que Deus estabeleceria com ela no deserto. Assim como Israel havia cometido adultério espiritual através da adoração de outros deuses, também Gômer cometeria adultério físico, tendo relações com outros homens. O relacionamento entre Oséias e Gômer era uma lição objetiva para toda a nação de Israel.

      Segundo, esta passagem não desconhece a prostituição como pecado. De fato ela é uma forte condenação da prostituição, tanto física como espiritual (idolatria) (cf. 4:11-19). O fato de o grave pecado da idolatria ser descrito como uma prostituição revela a desaprovação de Deus quanto a essa prática.

      Terceiro, Oséias recebeu a ordem para casar-se com uma prostituta, e não para adulterar com ela. Deus disse: “Vai, toma por esposa uma mulher de prostituições” (Os 1:2, R-IBB). Deus não lhe disse que fosse cometer fornicação com ela. Pelo contrário, disse-lhe que se casasse com ela, que fosse fiel a ela, mesmo que ela lhe viesse a ser infiel. Isso não apenas não viola o compromisso do casamento, mas na verdade o valoriza. Oséias deveria manter-se fiel aos seus votos de casamento mesmo que sua mulher viesse a ser infiel aos dela.

      Quarto, o mandamento de Levítico 21:14, proibindo o casamento com uma prostituta, foi dado aos sacerdotes levitas, e não a todos. Salmom aparentemente casou-se com a prostituta Raabe (Mt 1:5), de cuja genealogia legal veio Cristo. Seja como for, Oséias era um profeta, não um sacerdote levítico, não se aplicando a ele, portanto, a proibição do casamento com uma prostituta.

      Finalmente, o mandamento de 1 Coríntios 6:16, de não se unir a uma prostituta, não é um mandamento para não se casar com alguém que tenha sido uma prostituta. Não, o mandamento é dirigido àqueles que vinham tendo relações sexuais fora do casamento. Mas Oséias não teve relações sexuais fora do casamento. Deus ordenou que ele se casasse com Gômer e que sempre fosse fiel a ela.

      Fonte: Manual popular de dúvidas, enigmas e “contradições” da Bíblia / Norman Geisler, Thomas Howe.

      Via: http://predmilson-perguntas.blogspot.com

      Excluir
  9. Quanto ao comentário que traz menção a homens na Bíblia profetizando “nus”, ou andando “nus”, devemos tomar cuidado com as nossas idéias pré-concebidas ao nos referirmos à Palavra de Deus, e este é um dos princípios basilares da Hermenêutica. Muito pelo contrário, devemos lembrar que existe um abismo cultural entre o povo e as terras bíblicas e os tempos hodiernos, e procurar compreender os textos em seu contexto histórico, pelo prisma do autor e dos receptores da época, bem como seus propósitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história me leva às lágrimas. Como pode alguém insistir tanto em um amor não correspondido? É isso, o amor insiste quando aparentemente, não há motivos para existir. Assim é a história do profeta Oséias que recebe de Deus o conselho de casar-se com uma prostituta. Uma mulher infiel. É um relato verdadeiro, com personagens reais situados em Israel, no reinado de Jeroboão, em 750 a.C. A nação estava em declínio econômico, moral e espiritual. Embaixo de toda e qualquer sombra as pessoas prestavam culto a Baal e Astarote deuses da colheita e da fertilidade: “Eles porém não reconhecem que lhes dei o grão, o mosto, o oléo e lhe multipliquei a prata e o ouro que eles usaram para Baal” Os 2:8

      Deus prosperava e sustentava Israel, mas eles não reconheciam, atribuíam o sustento a Baal. A palavra hebraica ba'al significa marido. Esse termo era usado para designar literalmente maridos e proprietários de terras. Israel, portanto, ao cultuar esses deuses, estava dizendo ser casada com eles, Israel e Baal em aliança pagã.

      Através da vida do profeta Oséias, Deus estabelece uma alegoria para a nação. Israel representava a prostituta e Oséias a graça Redentora:“Vai toma uma mulher de prostituição e filhos de prostituição, porque a terra se prostituiu, desviando-se do Senhor” Os 1:2.

      Oséias casou com a prostituta Gomer, em um tempo que as prostitutas eram apedrejadas, discriminadas. O primeiro filho de Gomer foi gerado por Oséias, os outros, foram frutos de relacionamentos extraconjugais. Esse não é um bom exemplo para se seguir, podemos achar a história absurda, mas é justamente o que acontece conosco espiritualmente!

      Diga-me: Você teria coragem de revelar em voz alta todos os seus pensamentos? Todas as suas obras? Não sei o que seria de mim se não fosse a graça Divina. Para ser mais precisa, o que seria de nós, sem a graça?

      Oséias compra a própria esposa

      Gomer passou pouco tempo casada com Oséias até que resolve voltar a sua antiga vida de muitos amantes e recompensas materiais:“Porque sua mãe se prostituiu , aquela que os concebeu houve-se torpemente porque diz: Irei atrás de meus namorados , que me dão o meu pão e a minha água, a minha lã e o meu vinho, o meu óleo e as minhas bebidas “ Os 2:5.

      Gomer estava caminhando para destruição, buscando paz e conforto onde não havia. Assim era Israel se prostituindo com Baal em troca de riqueza e paz, mas tudo que lhe sobrevinha era aflição e pobreza. O fim de Gomer poderia ser trágico, desprezada pelos muitos amantes, ela coloca-se a venda em um mercado de escravos. Quem aparece para comprá-la? Oséias! Aquele que nunca deixou de amá-la, que cuidou dos filhos e dos bens enquanto ela esteve ausente. Aquele que chorou e orou pela restauração de Gomer.

      Excluir
    2. Cristo nos resgatou

      Que linda história de amor! Gomer representa todos nós que desconhecendo a alegria da Salvação, nos voltamos para deuses e deuses em busca de felicidade, sem contudo, obter paz. Oséias, representa Cristo que através do sacrifício expiatório, nos resgatou do mercado de escravos para uma vida abundante.“Bem como o filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos” Mt 20:28 Quando nos voltamos para esse amor, aliançamos nosso coração com Deus, em vínculo eterno.

      Imagino Gomer abatida: suja e pobre naquele mercado, infeliz. Até que chega seu marido, paga o melhor preço que alguém poderia pagar por um escravo na época e coloca de volta a aliança no dedo de Gomer. Essa alegoria é perfeita para ilustrar a graça de Deus e a obra salvadora em Jesus.

      A Restauração de Gomer

      Mais maravilhosa ainda se tornou para mim estudar sobre o amor de Oséias por Gomer, ao descobrir o significado do nome da esposa do profeta. Deus cuidadosamente providenciou cada detalhe dessa narrativa para transmitir o quanto nos ama, apesar de nossa rebeldia. Sim, mas esse amor, que transcende o compreensível, anseia por nos transformar a ponto de O amarmos acima de tudo e todos. Oséias deve ter sido zombado, humilhado por quem era incapaz de amar como ele, ainda assim amou.

      Gomer significa “completo”, cuja raiz é “gamar” ou seja: aperfeiçoar, terminar. Aleluia! Deus amou Gomer de tal maneira que não sossegou enquanto não completou sua obra, comprando-a do mercado de escravos para os braços de Oséias restaurando sua vida e família. Oséias, significa: salvação, libertação.

      “Eu a atrairei, a levarei para o deserto e lhe falarei ao coração. Lhe darei as suas vinhas e o Vale de Acor por porta de esperança e ela será como nos dias da mocidade, como no dia em que subiu da terra do Egito. Naquele dia, ela me chamará : Meu marido e não mais:Meu Baal” Os 2:14-16.

      Deus não desiste de nós, fomos comprados com sangue, do mercado de escravos que é o pecado e a morte eterna. Essa é a obra que nos completa, que nos faz retornar e restaurar o espírito. Deus nos busca diligentemente, até que Sua obra se complete em nós.

      A completude sob perdão e arrependimento

      O final do livro reserva uma promessa, reservada aos que voltam para os braços do Marido que é Deus: "Os que se assentam de novo à sua sombra voltarão; serão vivificados como o cereal e florescerão como a vide; a sua fama será como a do vinho do Líbano. Quem é sábio que entenda estas coisas, quem é prudente que. as saiba, porque os caminhos do senhor são retos e os justos andarão neles". Os 14:7,9.

      Em Cristo, O que nos resgata.

      Excluir
    3. Você casaria com uma prostituta, se ela continua-se a se prostituir depois de casada consigo?
      E se ela deixa-se essa vida para tratar você com respeito e honra?
      Ai tem a sua resposta.

      Excluir
    4. Você não entende?!?!?!?!

      Jeová, Deus não muda nem volta a trás.
      São as pessoas que tem de se arrepender e mudar, porque o que as salva é a PALAVRA a que elas OBEDECEM.

      "Pode ser que OUÇAM e se convertam cada um do seu mau caminho, para que Eu desista da desgraça que estou a ponto de enviar-lhes por causa de toda a malignidade que eles vêm praticando." - Jeremias 26:3

      Jeová, nosso Pai, não recua.... Ele PERDOA.

      Excluir
    5. Depois Jesus o encontrou no templo, e disse-lhe: Olha, já estás curado; NÃO PEQUES MAIS, (para que não te suceda coisa pior). - João 5:14

      Respondeu ela: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu te condeno; vai-te, E NÃO PEQUES MAIS. - João 8:11

      Excluir
  10. O dicionário Bíblico Wycliffe traz a seguinte matéria sobre as vestimentas dos judeus, (como o assunto é bastante extenso, me aterei apenas a questão das vestes internas e externas).

    A peça de vestuário interna. A túnica ou blusa (heb. k'tonet', gr. chiton) era uma peça principal e comum usada sobre a pele por homens e mulheres; era longa e um tanto justa (e não deve ser traduzida como "casaco"). O material usado era couro, tecido de crina, lã, linho ou, nos tempos modernos, geralmente algodão. Esta peça do vestuário era provavelmente feita em duas partes laterais, que eram costuradas juntas. O tipo mais simples era sem mangas, chegando apenas até os joelhos. Uma faixa ou cinta usada ao redor da cintura permitia que a pessoa colocasse a parte mais baixa da túnica embaixo da mesma para poder movimentar-se livremente (Jr 1.17; 1ª Pe 1.13). Um outro tipo usado pelas pessoas mais favorecidas chegava aos punhos e tornozelos. Este era provavelmente o tipo usado por José (Gn 37.3,23), Tamar (2 Sm 13.18), e pelos sacerdotes (Ex 28.4,39). A peça de vestuário que Jacó deu a José (Gn 37.3), embora referida como "túnica de várias cores", pode bem ter sido uma peça com mangas. Esta pode ter sido também uma marca da aristocracia, já que as classes operárias geralmente usavam túnicas sem mangas. A peça de roupa interna era usada tanto por mulheres como por homens (Ct 5.3), embora não houvesse dúvida na diferença de estilo e de padrão. A túnica (chiton, traduzida como "casaco" na versão KJV em inglês) é a peça de vestuário mencionada em Lucas 3.11; 6.29; 9.3 (também em passagens paralelas), e em Atos 9.39. As classes inferiores frequentemente usavam apenas a túnica na época do calor. Os membros das classes mais elevadas usavam uma peça de roupa externa quando recebiam visitantes ou quando saíam, embora pudessem usar apenas a túnica enquanto estivessem em casa. Um tipo particular de peça de vestuário interna era o sadin, um pedaço de linho branco de boa qualidade para ser enrolado ao redor do corpo (Jz 14.12,13; Pv 31.24; Is 3.23). O Termo "nu" era frequentemente usado como uma referência aos homens que estivessem vestidos somente com a túnica. Isto foi dito sobre Saul (l Sm 19.24) quando tirou suas peças de roupa exteriores; de Isaías (Is 20.2), depois de ter tirado sua capa; de um guerreiro (Am 2.16) quando tirou sua capa militar; e de Pedro (Jo 21.7) quando estava sem sua capa de pescador.

    A túnica ou manto externo (heb. mf'íi). Esta era uma túnica mais folgada e mais longa, que chegava até os pés. Era aberta na parte superior de forma que podia ser vestida pela cabeça. Também tinha orifícios para a inserção dos braços. Cobrir uma mulher com a "saia" de alguém (kanap) ou com a borda (ou orla) do manto de alguém (l Sm 15.27; 24.4,5) simbolizava proteção e o direito ao casamento (Rt 3.9). Levantar a orla das vestes do pai (ou "descobrir a nudez do pai") significava deitar-se com a mãe ou com a madrasta, o que era proibido (Dt 22.30; 27.20). As Escrituras indicam o uso da túnica ou manto pelos reis (l Sm 24.4), pelos nobres (Jó 1.20), pelos profetas (l Sm 28.14), e algumas vezes pelos jovens (l Sm 2.19). Contudo, estas passagens podem referir-se a qualquer manto vestido sobre a peça de vestuário interna. Todavia, quando duas túnicas são mencionadas como sendo usadas ao mesmo tempo (Lc 3.11), a segunda seria a túnica externa. Embora os viajantes em geral usassem duas túnicas, os discípulos eram proibidos de fazê-lo (Mt 10.10; Lc 9.3). A túnica sem costura usada por Nosso Senhor (Jo 19.23) pode ter sido deste tipo externo. Evidentemente, esta peça de vestuário era opcional, sendo usada pelas classes mais elevadas, ou ocasionalmente substituídas pela peça de roupa externa.

    ResponderExcluir
  11. novo topico
    http://verdadereoculta.blogspot.com.br/2012/09/o-cristianismo-moderno-e-o-novo-jesus.html

    ResponderExcluir
  12. Não é a mamãe , não é a mamãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E também não é o papai, não é o papai... :-)

      Excluir
  13. Ja parou pra pensar e se o falso Deus for Jesus Cristo? E se ele nunca existiu? Uma fábila criada por roma pra conquistar o povo atravez do imperio religioso? Uma ferramenta de controle,uma fábula pra poder controlar a massa agressiva e desordenada? http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=WA9OqNTzUSI

    ResponderExcluir
  14. A BIBLIA HEBRAICA ESTÁ MUITO DIFERENTE DA NOSSO, EM MUITOS PONTOS NO ANTIGO TESTAMENT ESTÁ MALDIÇÃO E NO HEBRAICO ESTÁ BENÇÃO, MUITO MAIS....POR ISSO DIGO O ANTIGO TESTAMENTO EM PORTUGUES QUE VEIO DO LATIN NÃO É CONFIÁVEL http://www.youtube.com/watch?v=WXY1Fe6tKU4&feature=relmfu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é possivel estudar, mas não crer como verdade togável como vc faz... e concluir absurdos apartir do livro mal traduzido Blasfemando o NOME do altissimo

      Excluir
  15. "FOMOS ADOTADOS DE QUEM?"
    Nele, em Quem somos todos filhos adotivos [...] e o Único Unigênito do Pai. JESUS É O VERDADEIRO FILHO VAMO ESTUDAR UM POQUIM NE...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é um RESGATE?

      Excluir
    2. Resgatar significa salvar, quem está rendido a uma condição.
      Então pode-se resgatar quem está correndo perigo de morrer afogado, ou queimado.
      Pode-se resgatar quem ficou preso dentro de uma mina e corre perigo de vida.
      Pense nesse tipo de resgate.

      Excluir
  16. que coisa mias esquisita hein?

    esse post acima é completamente equivocado, cara Jesus chama de PAI o Deus do antigo testamento e n para por ai, se encontra no monte com moisés e Elias...

    tenha atenção nos textos, sua teoria é impossível.


    ResponderExcluir
  17. TE FALTA CONHECIMENTO DAS SAGRADAS ESCRITURAS PARA DIZER SE JEOVÁ É PAI OU NÃO.

    JESUS CRISTO É O PRÓPRIO DEUS JEOVÁ. PORTANTO ELE É O PAI!
    ____________________________

    João 10:30 = "Eu (JESUS) e o Pai (JEOVÁ)somos um"

    ISAÍAS 45:5 = "Eu (JEOVÁ) sou o Senhor, e fora de mim não há Deus"
    ___________________________


    Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.

    Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

    João 14:8-9
    _____________________________________________


    PRIMEIRO A GENTE APRENDE PARA DEPOIS ENSINARMOS OS OUTROS DA FORMA CORRETA!

    APRENDA PRIMEIRO, DEPOIS ENSINE O QUE SOUBER, SE NÃO SOUBER ALGO, FECHE A BOCA, FIQUE EM SILÊNCIO!

    ResponderExcluir
  18. quem é vc e que moral vc tem pra falar de Deus,vc cria um blog para falar mal de Deus mas a hora que vc estiver todo quebrado sem nada vc vai pedir a ajuda dele,vc nem entende o que esta na biblia vc tenta distorcer a palavra para satisfazer seu ego

    ResponderExcluir
  19. É impossível que o ego de quem bebe o que é falso fique satisfeito, porque só produz mentira.
    Só quem bebe a verdadeira água não tem sede e se torna uma "fonte" capaz de "produzir" o que é bom e verdadeiro. - João 4:14

    Eu, o Senhor, sempre os guiarei;
    até mesmo no deserto, eu lhes darei de comer
    e farei com que fiquem sãos e fortes.
    Vocês serão como um jardim bem-regado,
    como uma FONTE DE ONDE NÃO PARA DE CORRER ÁGUA. - Isaías 58:11

    ResponderExcluir
  20. Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;
    7 Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;
    8 A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.
    9 Mas, como está escrito:As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem,são as que Deus preparou para os que o amam.
    10 Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
    11 Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.
    12 Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.
    13 As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
    14 Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
    15 Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.
    16 Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.I Co 2.6-16

    ResponderExcluir
  21. Sem o Espírito Santo na vida de uma pessoa, o que se pode ver é uma total confusão dos Fatos e acontecimentos da época. Para entender, compreender e Andar pela Palavra de Deus, é Preciso Conhecê-la, e o conhecimento não vem apenas por estudar, e sim, por uma prática constante Na Palavra de Deus. Muitas coisas são difíceis de compreender se a Pessoa não Tiver o Espírito Santo em Sua Vida, pois é Ele quem Dá o Entendimento. Quanto mais se lê, e quanto mais se aprofunda em um estudo Bíblico sem Um Propósito Espiritual, se Afunda cada Vez Mais e a cada dia se achará mais Perdido. Daí o Motivo pelo ódio das informações contidas nas Sagradas Escrituras. Quem Desejar conhecer Mesmo a Bíblia, antes de mais nada Precisa Ter um coração Sincero e quebrantado para que Deus o Revele através de Suas Santas Palavras. Se a busca for apenas para Ter o Conhecimento, Estará perdendo Todo o Tempo, porque Deus Apenas Se Revela aos Simples, e aos que Realmente O Deseja. No mais, todo aquele que insistir de forma arbitrária para com orgulho saber que sabe de alguma coisa de Deus, estará sendo ensinado pelo diabo, para que venha ter ódio, Rancor, Desprezo e Desamor para com o Criador; isto é obra de Satanás! Quem Deseja conhecer Deus, não siga este Caminho,pois dará com os burros na água; e poderá perder a sua Salvação! Buscai à Deus Enquanto Há Tempo, porque o Tempo se Abrevia, e o Senhor Jesus já Está as Portas! Deus abençoe a Todos de coração Limpo, Porque Verá a Deus!

    ResponderExcluir
  22. http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=02179&format=sim
    E SE DEUS MANDASSE VOCÊ FICAR NU?
    LEIAM ESTA REFLEXÃO, É BEM INTERESSANTE.

    ResponderExcluir
  23. Amigo manda quem pode obedece quem tem juizo.se Deus mandou ta mandado

    ResponderExcluir
  24. Vc precisa de mais inteligência meu caro.

    A bíblia naum é um livro. É uma coleção de livros. Escritos por vários autores ao longo de alguns séculos.

    E havia versões diferentes de alguns livros. Essas versões se perderam ou quase se perderam. Há pesquisas propondo explicações sobre o contexto e a origem dos livros.

    ResponderExcluir

Sobre Comentários: O que pode? Concordar, discordar, opiniões contra e a favor, compartilhar sites, links, vídeos, estudos científicos, religiosos e etc. O que não pode? Palavões, baixarias, ofensas de cunho pessoal e piadas.