terça-feira, 21 de abril de 2015

OS MENTIROSOS DEZ MANDAMENTOS


Quem já estudou a bíblia e o velho testamento a fundo pôde conferir que o mesmo esta recheado de mortes, desgraças, pragas, iras, guerras, vinganças, ciúmes, mentiras, disputa pelo poder e etc. Jeová mentiu em diversas situações e muitas promessas que saiu da boca de Jeová nunca se cumpriram. Vamos verificar nesse breve estudo se Jeová mentiu nos 10 Mandamentos. Hoje no Brasil a maioria da população se declara cristãos e católicos e ambos servem o mesmo deus, Yahweh a entidade adorada pelos judeus. Afinal de contas quais foram os 10 Mandamentos dados por Jeová a Moisés? No livro de Êxodo 20:3-17, os 10 Mandamentos são narrados assim:

1-Não terás outros deuses diante de mim;
2-Não farás para ti imagem de escultura;
3-Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;
4-Lembra-te do dia do sábado, para o santificar;
5-Honra a teu pai e a tua mãe;
6-Não matarás;
7-Não adulterarás;
8-Não furtarás;
9-Não dirás falso testemunho contra o teu próximo;
10-Não cobiçarás a casa, a mulher, (...) nem coisa alguma do teu próximo. 

São esses os famosos Dez Mandamentos que foram escritos em tábuas de pedra, as quais Moisés quebrou devido ao culto do povo ao um bezerro de ouro; Ex 32:19 / 25-29. Jeová se ofendeu com o bezerrinho de ouro; como consequência deu a seguinte ordem: Cada um ponha a sua espada sobre a sua coxa; e passai e tornai pelo arraial de porta em porta, e mate cada um a seu irmão, e cada um a seu amigo, e cada um a seu vizinho. E os filhos de Levi fizeram conforme à palavra de Jeová através de Moisés; e caíram do povo aquele dia 3 mil pessoas.

E disse mais Jeová: Consagrai hoje as vossas mãos a Jeová; porquanto cada um será contra o seu filho e contra o seu irmão; e isto, para que Jeová vos conceda hoje uma bênção. Resumindo a história cada um matou seu amigo, seu irmão pra receber uma benção, isso mesmo 3 mil pessoas foram mortas para serem abençoadas, por causa da ofensa de Jeová. Amor e misericórdia naquela época simplesmente não existiam. Jeová já vinha treinando os judeus pras guerras futuras, consagrar neste contexto significa sacrifico humano. É estarrecedor como Moises conduzia as coisas naquela época, mas o problema não era Moises, o mau vinha da parte de Jeová.

Agora vamos pegar a mentira no “pulo do gato”. Depois das matanças Jeová resolve dar novas tábuas da lei, ou seja, novos dez mandamentos, vamos à leitura do texto: Então disse Yahweh a Moisés: Lavra duas tábuas de pedra, como as primeiras; e eu escreverei nas tábuas as mesmas palavras que estavam nas primeiras tábuas, que tu quebraste; Ex 34:1.

Jeová disse que iria escrever as MESMAS PALAVRAS, mas... Em Êxodo 34:14-26, Jeová mudou os 10 mandamentos, vamos conferir um por um. 

1- Não adorarás a nenhum outro deus;
2- Não farás para ti deuses de fundição;
3- A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos...;
4- Seis dias trabalharás, mas ao sétimo dia descansarás;
5-Também guardarás a festa das semanas, que é a festa das primícias da ceifa do trigo...;
6- Três vezes no ano todos os teus varões aparecerão perante o Senhor Jeová...;
7- Não sacrificarás o sangue do meu sacrifício com pão levedado;
8- Nem o sacrifício da festa da páscoa ficará da noite para a manhã;
9- As primeiras das primícias da tua terra trarás à casa do Senhor teu Deus;
10- Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe.

Apenas 3 mandamentos se assemelham aos primeiros, o resto Jeová editou, disse que iriam ser os mesmos, mas mudou de ideia. Em Dt 5 é repetido a primeira versão que não foi considerada oficial por Jeová. O texto diz: E esteve Moises com Jeová 40 dias e 40 noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras da aliança, os 10 Mandamentos; Ex 34:28. Dez mandamentos considerado oficial por Jeová é a segunda versão que esta em Êxodo 34:14-26 e não a de Êxodo 20:3-17; e Jeová disse mais a Moises: Escreve estas palavras; porque conforme ao teor destas palavras (2ª versão) tenho feito aliança contigo e com Israel. Os textos são divergentes. 

Paulo considerou os 10 mandamentos ministério de morte. Isso significa que tudo que vinha dos judeus da parte de Jeová era lixo. Pergunta: Quais foram os mandamentos escrito em tábuas de pedra? Acabamos de ler em Êxodo que foram os 10 mandamentos que muita gente considera uma maravilha, mas Paulo considerou ruim, e de fato o são. O texto diz: E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória; II Cor 3:7. E Paulo ainda considerou as leis e os rituais do antigo concerto esterco: E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas (Essas coisas quais? A velha aliança; isso inclui os 10 mandamentos), e as considero como ESTERCO, para que possa ganhar a Cristo; Fp 3:8.

Sete Pecados Capitais
Os Sete pecados capitais trata-se de paixões da alma humanas conhecidas atualmente como vícios que é muito antiga, e que precede ao surgimento do cristianismo, mas que foi usada mais tarde pelo catolicismo com o intuito de controlar seus seguidores. Os pecados capitais são pecados provenientes do homem, ou seja, paixões praticadas pelo ser humano, mas e quando um deus que se declara santo e irrepreensível também se comporta como os homens, ou seja, também peca? Como fica? Os 7 Pecados Capitais são: 

  1. Gula
  2. Avareza 
  3. Luxúria
  4. Ira 
  5. Inveja
  6. Preguiça 
  7. Soberba

No caso do deus Jeová podemos citar a Ira. Sim Jeová é iracundo e sua ira dura para sempre, nunca acaba, pois Jeová se ira todos os dias; Sl 7:11. Quanto mais tolo é alguém, mais se ira, como Jeová se ira todos os dias, todos os dias faz papel de tolo; Ecl 7:9. Jeová também é o deus da luxuria e da avareza. Nas guerras mandava matar e trazer o despojo, isto é, o ouro e a prata. Jericó foi destruída e a prata, o ouro, os vasos de metal deveriam ser trazidos a Jeová, pois deveriam ser depositados no seu tesouro particular; Js 6:19 /6:24 / I Reis 7:51 /15:18. Jeová tem tesouro na terra, batendo de frente com Mt 6:19.

Jeová nos 10 mandamentos ordenou não cobiçar a mulher do próximo (Israel), mas a mulher que não era israelita podia cobiçar e até estuprar. Jeová disse: Quando saíres à guerra contra os teus inimigos, e o Senhor Jeová teu deus os entregar nas tuas mãos, e tu deles levares prisioneiros, e tu entre os presos vires uma mulher formosa à vista, e a cobiçares, e a tomares por mulher, então a trarás para a tua casa; e ela rapará a cabeça e cortará as suas unhas. E será que, se te não contentares dela (atração sexual), a deixarás ir à sua vontade; Dt 21:10-14. O texto é bem claro, mulher feia que não agradou deveria ser jogada fora, descartada. 

Mas as bonitas podia cobiçar e estuprar a vontade. Pois sexo sem consentimento caracteriza um estrupo. É por isso que os 10 Mandamentos ditados por Jeová a Moises são ruins porque só não podia cobiçar, matar, estuprar, roubar e etc quem fosse do arraial de Israel. Nas guerras tudo era permitido, Jeová dava carta branca pra tudo. Os 10 mandamentos são maus por que fazem acepção de pessoas. Por isso Paulo os considerou ministério de morte e esterco. 

Resumo
Os 10 mandamentos só tinha validade para uma nação, as outras ficavam de fora do pacto, privilegiando assim um grupo de pessoas. Não é atoa que os judeus se sentem uma nação especial, e melhor do que o resto do mundo. Não matarás? Não cobiçarás? Não adulterarás? Os 10 mandamentos nas guerras era deixado de lado, pois nas carnificinas organizadas podia tudo. Os dez mandamentos sem dúvida nenhuma é o grande carro cheque da mitologia judaico cristã. As contradições são evidentes na bíblia.

sexta-feira, 10 de abril de 2015

TEMPLO DE SALOMÃO

Neste estudo completo sobre a vida e reinado de Salomão será feita uma analise conforme a narrativa bíblica como fonte única de pesquisa, pois não há comprovação capaz de conferir a autenticidade histórica e arqueológica à figura do rei Salomão. Vamos analisar tudo que temos disponível de informações deste que sem dúvida, foi um dos reis mais poderosos de sua época. De seu nascimento até sua morte, iremos esmiuçar toda a vida de Salomão, se você tem interesse em saber mais sobre esse grande rei, esse estudo irá saciar muitas dúvidas.

Salomão era filho de Davi (Rei de Israel) e Bete-Seba (Ex mulher de Urias o Heteu), capitão de guerra de Davi. Seu reinado ocorreu meados de 931 AC - 970 AC. Sua morte ocorreu em 970 AC. O nome Salomão se traduz por “pacífico”, e foi colocado pelo deus Jeová; I Cr 22:9. Jeová prometeu a Davi que durante o reinado de Salomão haveria paz. Mas essa paz nunca aconteceu, pois Jeová levantou inimigos contra Salomão; I Rs 11:14-23. Adversários atormentaram Salomão por todos os seus dias; I Rs 11:25. Jeová levantou Hadade, o Edomeu; I Rs 11:14-22. Depois levantou Rezom; I Rs 11:23-25. E Jeová também levantou contra Salomão Jeroboão; I Rs 11:26. Jeová promete paz, mas a guerra esta impregnada no coração de Jeová. Um deus que é contra, logo não consegue ser a favor. É impossível ser a favor e contra ao mesmo tempo.

Predestinação do Ventre
A eleição de Salomão segundo a narrativa bíblica se deu assim: Quando teus dias (Davi) forem completos; e vierem a dormir com teus pais, então farei levantar depois de ti a tua semente, que sair das tuas entranhas, e estabelecerei o seu reino. Este (Salomão) edificará uma casa ao meu nome (TEMPLO DE SALOMÃO), e confirmarei o trono do seu reino para sempre, disse Jeová; II Sm 7:12-13. Com a leitura deste texto identificamos que Jeová sabia em qual circunstancias Salomão seria concebido, que no caso foi um adultério. Jeová cobrou caro de Davi este adultério, e pelo fato de ter matado Urias. Pra começar o castigo Jeová matou a criança inocente que Davi teve com Bete-Seba, contrariando um de seus mandamentos, que os filhos não pagariam o erro dos pais; Dt 24:16. E não satisfeito produziu sexo grupal em público; II Sm 12:11 / 16:22. Davi se enganou quando recitou esse salmo: O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra; Sl 34:7. Ué se Jeová considerou tão grave assim o adultério de Davi e a morte de Urias porque não evitou, ou seja, porque não livrou Davi de adulterar? Jeová poderia ter segurado um pouco mais o sono de Davi, ou até mesmo acelerado o banho de Bete-Seba e assim evitado que Davi pecasse. Um pai de verdade evita o tropeço dos filhos. O fato de Davi não ter subido à guerra contra os filhos de Amom, e de ter se distraído no terraço com a bela Bate-Seba, tudo isto somado a predestinação do ventre antecipada de Salomão, mostra claramente que Jeová programou tudo; Is 14:27 / Jr 23:23-24.

E disse mais Jeová: Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho; e a minha benignidade não desviarei dele, como a tirei daquele que foi antes de ti (Saul); I Cr 17:13. Antes mesmo de Salomão nascer, Jeová o tinha predestinado ao trono, Jeová disse a Davi: Eis que te nascerá um filho, que será homem sereno, porque lhe darei descanso de todos os seus inimigos em redor; portanto, Salomão será o seu nome; I Cr 22:6-10. Para não restar dúvidas que tudo foi programado por Jeová analisemos mais um fato importante pra compreender a predestinação do ventre de Salomão. Bete-Seba belíssima e sensual armou um plano antecipado. O adultério foi armado pela própria mulher de Urias, pois ao se deitar com Davi, exigiu o juramento. Uma mulher astuta sabe como enganar um homem. Davi em troca de sexo, passou por cima, quebrou a lei de Jeová despojando o primogênito de seus direitos ao trono. Num mundo injusto e mau onde vivemos, lutamos pra sobreviver com muitas dificuldades, mas existem alguns "escolhidos", sim aqueles chamados de bem aventurados de todos são aqueles que são os escolhidos por Jeová desde o ventre. Maldito Jeová que dá tudo pra uns, e pra outros nada. Dentre alguns “sortudos” escolhidos do ventre temos:

1 – Jeremias; Jr 1:4-5.
2 – Isaías; Is 49:1-5. 
3 – Davi; Sl 22:9-10.
4 – Salomão; II Sm 7:12-13.
5 – Sansão; Jz 13:3 dentre outros...

Salomão foi o quinto filho de Bate-Seba e o décimo na linhagem do trono. Nenhum dos que o precederam foi predestinado desde o ventre. Só Salomão. Na verdade o erro começou com Jeová em escolher um homem para ser sucessor de Davi que não poderia pela lei subir ao trono. Lembrando que Jeová mandava matar e considera inimigo quem não obedece a Lei.



A Subida ao Trono, um Assassinato
Salomão, segundo a lei que Jeová deu a Moises, não poderia se assentar no trono de Davi. Pela lei, o primogênito herda o trono; essa informação se encontra em Dt 21:15-17. Davi teve 10 filhos: Amnom, Daniel, Absalão, Adonias, Sefatias, Itreão, Simeia, Sobabe, Natã e Salomão. Os últimos quatro foram os filhos de Bete-Seba, era para ter sido 5 mas Jeová matou um para castigar Davi. Davi teve mais 9 filhos, afora os filhos das concubinas; I Cr 3:1-9. Os três primeiros filhos de Davi haviam morrido (Amnom, Daniel e Absalão). O quarto, Adonias, pela Lei, era o legítimo sucessor de Davi para subir ao trono. Salomão era o décimo da linhagem, e não tinha chance alguma de se tornar rei. Quando Davi estava perto da morte, Adonias, o legítimo herdeiro do trono, começou a reinar; I Rs 1:1-11. Em caso de impedimento ou morte de Adonias, Sefotias deveria reinar; depois dele Itreão; em seguida os filhos de Bete-Seba; Simeia, Sobabe, Natã, e por fim Salomão, o mais novo e décimo da linhagem. Bate-Seba, com o aval do profeta Natã, compareceu diante de Davi, e disse: Senhor meu, tu juraste à tua serva, por Jeová teu deus, dizendo: Salomão, teu filho, reinará depois de mim, e ele se assentará no meu trono; I Rs 1:17-18. Então Davi, para cumprir o seu juramento em nome de Jeová, mas em descumprimento da Lei, coloca injustamente Salomão no trono. Logo que Salomão subiu ao trono matou Adonias, seu próprio irmão, que era o herdeiro direto do trono, e o matou para que não reinasse; I Rs 2:24-25. O segundo a morrer foi Joabe, e o terceiro foi Simei. E Jeová satisfeito com as mortes confirmou o trono de Salomão; I Rs 2.


A Construção e Destruição do Templo
Davi amava Jeová, ele deixa isso claro em seus salmos. Mas certamente Davi não sabia que tipo de ser era Jeová. Davi na sua lealdade gostaria de construir um templo a Jeová, na verdade um lugar para depositar a arca da aliança, mas Jeová não permitiu. Jeová explicou o porque: Não edificarás casa ao meu nome, porque és homem de guerra, e derramaste muito sangue; I Cr 28:3. Gozado que Jeová aqui acusa Davi de ser um grande matador de almas e um grande derramador de sangue, mas quem organizava as guerras e entregava os inimigos nas mãos assassinas de Davi era Jeová, logo homem de guerra e derramador de sangue é Jeová e não Davi, isto esta em Ex 15:3. Identificamos um problema aqui, Jeová coloca a culpa nos homens para não assumir seus atos. Davi recitou um salmo sobre a construção do templo: Lembra-te, Jeová, de Davi, e de todas as suas aflições. Como jurou a Jeová e fez votos ao Poderoso de Jacó, dizendo: Certamente que não entrarei na tenda em que habito, nem subirei ao leito em que durmo; não darei sono aos meus olhos, nem repouso às minhas pálpebras, enquanto não achar lugar para Iahweh, uma morada para o Poderoso de Jacó; Sl 132:1-5. 

Jeová responde a Davi: Tu derramas sangue em abundância e fizeste grandes guerras; não edificarás casa ao meu nome, porquanto muito sangue tens derramado na terra, perante a minha face, eis que o filho que te nascer (...) Este edificará casa ao meu nome; I Cr 22:9-10. Davi derramou sangue dos cananeus, amorreus, jebuseus, filisteus, mas todos estes eram inimigos e desafetos de Jeová e não de Davi. Vale lembrar que Salomão derramou sangue de seu próprio irmão, Adonias. Hoje existe um “resto” do que seria o Templo original de Salomão que é o Muro das Lamentações ou Muro Ocidental, que lembra vagamente o primeiro templo, destruído há mais de 2 mil anos em guerras suscitadas por Jeová, o Senhor da Guerra; Ex 15:3. Em Jerusalém foram construídos dois templos, ambos destruídos. O primeiro templo é chamado Templo de Salomão (Original), pois foi construído por ele, no século XI, no monte Moriah; I Re 5:3-5 / 8-7 / II Sam 7:1-16. 

O trabalho durou cerca de 7 anos; I Reis 6:37. Salomão enviou 30 mil homens para o Líbano para trazer a madeira e convocou 70 mil do reino de Tiro como carregadores e 80 mil como cortadores. Também nomeou uns 600 homens como responsáveis pelos serviços e outros 3000 como ajudantes. As medidas da construção são mencionadas em I Re 6:20 e II Cr 3:8. A Arca da Aliança de Jeová foi colocada numa sala dentro do palácio; I Re 5 e II Cr 2. Esse templo foi destruído por Nabucodonosor, servo de Jeová, rei de Babilônia, em 600 AC. Sim, Nabucodonosor era servo de Jeová; Jr 25:9. Já o segundo, quando os judeus voltaram da escravidão da Babilônia puderam então reconstruir o templo, algumas décadas depois da destruição do primeiro. A reconstrução terminou em 500 AC. A imponência e fama que teve o segundo templo, caiu nas graças de Herodes o Grande, que reformou, ampliou de forma grandiosa o já existia, com a tecnologia precária, a obra durou anos para terminar. Mas Jeová não queria mais saber de templos, e o segundo templo foi destruído pelos Romanos, através do Imperador Tito, mais ou menos 70 DC.

A Divisão do Reino
Um dos grandes males que Jeová trouxe a Salomão, foi a divisão do reino de Israel; disse Jeová a Salomão: Porquanto houve isto em ti, que não guardaste o meu concerto e os meus estatutos que te mandei, certamente rasgarei de ti este reino, e o darei a teu servo; I Rs 11:11. E Jeová, nos dias de Roboão, fez exatamente como disse; I Rs 12:20. Mas porque Jeová dividiu o reino em dois? Porque Salomão não obedeceu a Lei? Será? Jeová queria mesmo era destruir tudo; e disse Jeová: Também a Judá hei de tirar de diante de minha face, como tirei a Israel, e rejeitarei esta cidade de Jerusalém que elegi, como também a casa (Templo de Salomão) de que disse: Estará ali o meu nome; II Rs 23:27. Para evitar a divisão do reino de Israel, corrupção e destruição, Jeová, só tinha que fazer valer sua Lei, e colocar como rei em lugar de Davi, Adonias, que detinha o lugar de primogênito, simples assim. Mas elegeu a Salomão, sabendo que o mesmo ia se corromper com ou sem sabedoria. O autor, portanto, da divisão do reino em dois, e da destruição de tudo é Jeová pois a sabedoria que Jeová deu a Salomão não serviu pra nada. A sabedoria dada a Salomão por Jeová era terrena, animal e diabólica; Tg 3:13-17.

A Tenebrosa Sabedoria de Salomão  - 666 - 
Religiosos do mundo inteiro desejam a sabedoria que Jeová deu a Salomão. Jeová aparece a Salomão na calada da noite “bonzinho” e disse: Pede o que querer que eu te dê. Salomão pediu sabedoria, e essa sabedoria foi a desgraça de toda a sua vida. Jeová também deu a Salomão riquezas, vamos analisar pelos textos como essa riqueza chegava; II Cr 1. Salomão saqueava e extorquia o povo através de impostos pesadíssimos, foi assim que Salomão ficou rico; às custas da miséria do povo. Após sua morte, o povo compareceu diante de seu filho Roboão e disse: Teu pai agravou o nosso jugo; agora, pois, alivia tu a dura servidão de teu pai, e o seu pesado jugo que nos impôs, e nós te serviremos; I Rs 12:4. Roboão deu a seguinte resposta: Meu pai vos carregou dum jugo pesado, ainda eu aumentarei o vosso jugo; meu pai vos castigou com açoites, porem eu vos castigarei com escorpiões; I Rs 12:11 / I Rs 14:20-24. 

E o peso do ouro que se trazia a Salomão, cada ano era de "seiscentos e sessenta e seis" talentos de ouro = 666 / I Rs 10:14. A economia mundial gira em torno de cobrança de impostos pesados e esse sistema de impostos é o numero da besta. O sistema do 666 funciona muito bem até hoje, Salomão é o único homem da bíblia ligado ao número da besta citado em Ap 13. De Jeová é a terra e sua plenitude, Jeová é dono do ouro e da prata, logo a grande besta é Jeová e sua sabedoria maligna; Sl 50:12 / Ag 2:8. Salomão recebia anualmente 666 talentos de ouro, além do que entrava dos negociantes, e do contrato dos especieiros, e de todos os reis da Arábia, e dos governadores da mesma terra; I Rs 10:14-15. Seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro são 26 milhões de quilos de ouro tirados do sangue do povo. Os outros reis cobravam impostos, mas Salomão cobrava muito vezes mais, e cobrava em nome do deus Jeová. Jeová prometeu três coisas a Salomão: Paz; Sabedoria; Riqueza e Glória; I Cr 22:9 / I Rs 3:12-13). Paz Salomão nunca teve, sabedoria serviu para prostituição de valores, e a sua gloria é gloria de baixo, ou seja, gloria de demônio.

Ninfomaníaco
A imunda sabedoria de Salomão, o levou à luxúria e à lascívia. Salomão era insaciável no sexo e passava o tempo no desfrute sexual. Casou-se com 700 princesas, para fazer aliança com reinos vizinhos, e teve mais 300 concubinas, para deleite sexual e todas “ESTRANGEIRAS”; (moabitas, amonitas, hetéias, etc) justamente as que Jeová tinha proibido na Lei; I Rs 11:1-3. Jeová acaso matou Salomão por se deitar com estrangeiras? As 1.000 mulheres de Salomão o levaram à idolatria de outros deuses pois prestou culto à Astarote, deusa dos Sidônios, a Milcom dos Amonitas, edificou um alto a Quemós deus dos Moabitas, e também a Moloque, abominação dos filhos de Amom, onde eram queimadas a fogo as crianças. Jeová condenou a prática, e como punição era a pena de morte, mas Jeová não puniu Salomão por isso; Lv 18:21. Na prática as leis de Jeová não servem para quem é predestinado, escolhido do ventre. Os filhos dos reis de Israel foram queimados vivos por Acaz/Manassés com o exemplo deixado pelo “sábio“ Salomão; II Cr 28:1-3 / II Rs 21:6.

Agora preste atenção no detalhe do primeiro verso de II Crônicas 28: Tinha Acaz 20 anos de idade, quando começou a reinar, e 16 anos reinou em Jerusalém; e não fez o que era reto aos olhos de Jeová, como Davi, seu pai. Davi se prostitui, mata Urias pra ficar com a mulher dele, mata milhares nas guerras e ainda assim era considerado RETO aos olhos de Jeová? Se um homem assim é reto diante dos olhos de Jeová, logo se deduz que os olhos de Jeová são trevas; por isso que Salomão confirmou que Jeová habita nas trevas; II Cr 6:1. Salomão era tão viciado em sexo que deixou registrado suas aventuras sexuais, quem quiser saber mais leia "Cantares de Salomão" o manual de sexo bíblico.

Alguém sabe como foi a inauguração do Templo de Salomão? A bíblia nos revela como foi a festa: E o rei Salomão, e toda a congregação de Israel que se congregara a ele, estavam com ele diante da Arca de Jeová, sacrificando ovelhas e vacas, que não se podiam contar nem numerar pela sua quantidade; I Rs 8:5. Assim foi a festa de inauguração, um mar de sangue de animais sacrificados pela inauguração de um maldito templo que custou o sangue de milhares de pessoas que se sacrificaram para construir um Palácio a um deus doente e perverso. 

Resumo
O Templo de Salomão representa idolatria, assassinatos, invejas, injustiças, luxuria, mentiras, perversidades, lascívias, prostituições, sexo desenfreado e etc. Nada de bom pôde vir de Salomão, e nem daquele que o elegeu.